BIOMETRIA

Cartório Eleitoral de Nova Odessa estará atendendo todos os dias, inclusive aos sábados e domingos, em regime de plantão, os eleitores que necessitam fazer a biometria, obrigatória na cidade. O prazo para a biometria em Nova Odessa se encerra no dia 19 e dezembro. O atendimento é feito mediante horário agendado no site do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) – atendimento sem agendamento prévio é exceção e sujeito à existência de vagas. O cartório fica na rua Waldemar Ignowski, 62, Bosque dos Cedros, ao lado do Laboratório.

FGTS

O presidente Jair Bolsonaro sancionou na última quarta-feira, dia 11, a liberação de saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O texto validado pelo presidente, publicado em edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 12, eleva o limite R$ 500 para R$ 998 para quem tem saldo até o valor de um salário mínimo (R$ 998). A elevação do valor foi incluída durante a tramitação da medida provisória no Congresso. A votação do texto foi concluída em novembro no Senado.

APOIO

Apesar de um ano difícil, a Operação Lava Jato manteve apoio majoritário dos brasileiros. Em 2019, a operação passou a ser questionada por seus métodos e sofreu reveses no Judiciário, no Legislativo e no próprio Executivo. Mesmo assim, pesquisa Datafolha divulgada ontem, dia 13, mostra que 81% dos entrevistados consideram que a Lava Jato ainda não cumpriu seu objetivo e deve continuar.

Publicidade
NOVAODESSA_GOVERNO_IPVA_Obras_500x500

RECORREU

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na última quinta-feira, dia 12, que determinou à AGU (Advocacia Geral da União) recorra da decisão judicial que impôs que o governo restabeleça a fiscalização de velocidade com radares móveis nas estradas federais. “Você é a favor da volta dos radares móveis nas rodovias federais? Determinei a AGU recorrer da decisão judicial de primeira instância”, escreveu o presidente nas redes sociais. Na quarta feira, o juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara, deu um prazo de 72 horas para que a PRF (Polícia Rodoviária Federal) tome as providências necessárias para a volta da fiscalização eletrônica, sob pena, em caso de descumprimento, de multa diária de R$ 50 mil, a ser aplicada à União.