in

RANKING DOS POLÍTICOS

jno
Publicidade
detran-jno

RANKING DOS POLÍTICOS

O deputado federal Vanderlei Macris está entre os 100 melhores deputados e senadores do Congresso Nacional no Ranking dos Políticos, na referência 2021. O site de iniciativa popular avalia a atuação em Brasília dos 513 deputados e 81 senadores por meio de pontuações que avaliam votações, presença em plenário, economia, corte de privilégios e anticorrupção. Macris se destaca na 97ª colocação na esfera nacional e está na 22ª posição entre deputados e senadores por São Paulo.

 

ENTIDADES

Como são remotas as chances de realização da Festa das Nações neste ano por conta da pandemia, o vereador Tiãozinho do Klavin (PSDB) cobrou a prefeitura sobre a possibilidade de se realizar uma campanha para ajudar as entidades assistenciais de Nova Odessa que têm no tradicional evento do município, uma de suas principais fontes de renda. “As entidades necessitam de auxílio financeiro urgente, não podendo depender apenas dos subsídios concedidos pelo poder público. Nesse sentido, sugiro a realização de campanha para a mobilização da sociedade, com o auxílio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social e do Fundo Social de Solidariedade”, disse Tiãozinho.

DESFALQUE NO PSD

O Conselho de Ética da Câmara decidiu nesta semana, por 16 votos a 1, cassar o mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019. Os deputados aprovaram o relatório do deputado Alexandre Leite (DEM-SP), apresentado na última semana. O plenário da Casa ainda precisa dar a palavra final na decisão. Para que Flordelis perca o mandato são necessários 257 votos, isto é, a anuência da maioria absoluta dos deputados.

 

TÁ, MAS E AÍ?

Em relação à matéria divulgada pelo JNO na edição de terça-feira, sobre as tendas instaladas na Unidade Respiratória do Jardim Alvorada e que estão servindo como cobertura para veículos de funcionários, a Secretaria de Saúde encaminhou nota à redação para “informar” que o equipamento não é o mesmo que estava instalado no espaço até o ano passado. E fez questão de deixar bem claro que as “novas tendas” foram instaladas pela atual gestão em março deste ano.

TÁ, MAS E AÍ? 2

Entretanto, contudo, porém, a reportagem não disse, em momento algum, que se tratava da “mesma tenda”, mas sim, que as tendas, até o ano passado, serviam para atendimento aos pacientes que procuravam a unidade, montada exclusivamente para atender moradores com Covid. O que a Secretaria de Saúde deveria se preocupar (e não faz) é com a finalidade deste equipamento, que tem custo (e alto) mensal para o contribuinte. É certo permitir que as tendas sejam usadas como coberturas para os veículos? Se não há necessidade, que as tendas sejam devolvidas, até porque a montagem – em caso de necessidade – não é algo tão complexo assim.