in

Com viagem marcada, munícipe reclama que não consegue agendar vacinação

Paciente se preocupa com possibilidade de ficar sem a imunização em área de risco

Maria José Aparecida, 68 anos, irá viajar com a família na próxima quinta-feira, dia 8, para Areado (MG), mas até agora não conseguiu se imunizar contra a febre amarela.

Mesmo com a orientação de que a vacina da febre amarela é destinada a quem vai viajar para áreas de risco, moradores de Nova Odessa que estão com viagens marcadas reclamam que não conseguem tomar a vacina.
A munícipe Maria José Aparecida, 68 anos, irá viajar com a família na próxima quinta-feira, dia 8, para Areado (MG), mas até agora não conseguiu se imunizar contra a febre amarela.
“Estou há três semanas tentando tomar a vacina, mas sem sucesso. Sem contar que, nos passaram um número de telefone da Vigilância Sanitária, mas só chama e ninguém atende”, contou Maria José.
Ela ainda contou que em uma das unidades básicas de saúde foi informada sobre a falta da vacina. “Fui orientada a procurar o postinho do São Jorge, chegando lá me informaram que não tinha mais a vacina”, relatou a munícipe para o JNO.
Depois de várias tentativas, a moradora procurou um médico na unidade básica de saúde para conseguir uma receita. “Eu achei que tendo a receita seria mais fácil conseguir a vacina, já que, é uma prescrição médica e teria que ser respeitada, mas mesmo assim não conseguimos”, lamentou Maria José.
Faltando quatro dias para a viagem, a moradora se mostrou preocupada em ir sem a imunização. “Meu medo é ir sem a vacina, mas pelo jeito, minha família e eu, vamos para uma área de risco sem a devida proteção”, finalizou a munícipe.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

ANTES
Até então, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendava que viajantes tomassem a vacina contra a febre amarela para áreas de risco do estado de São Paulo, o que não incluía a capital paulista e boa parte do interior, além de outras partes do Brasil (estados das regiões Centro-Oeste e Norte; Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Maranhão; e partes dos estados da Região Sul, Bahia e Piauí).

AGORA
A recomendação da OMS passa a valer também para todo o estado de São Paulo, incluindo a capital paulista.

RESPOSTA
Questionada a respeito da reclamação, a assessoria de comunicação da Prefeitura enviou nota informando que “o agendamento é feito pelo telefone e os funcionários atendem as ligações. Tanto é que foram realizados cerca de 400 agendamentos em janeiro e cerca de 240 já estão agendados para este mês.
Sobre a área de risco que ela irá viajar: Minas Gerais é área de recomendação de vacina desde 2009, e sempre disponibilizamos essa vacina na Unidade Básica do Centro (UBS 1). Nesse momento é prudente que as pessoas usem recursos de proteção individual como repelentes e evitem áreas de mata, uma vez que as áreas urbanas são livres da circulação do mosquito transmissor da Febre Amarela”.