in

Com 11 óbitos, Nova Odessa bate recorde de mortes em um só dia e fica perto de 200 vidas perdidas

Vigilância confirmou também mais 200 casos positivos de Covid em 72h e total sobe para 5.155 no município; 51 moradores estão internados com problemas respiratórios

com-11-obitos-nova-odessa-bate-recorde-de-mortes-em-um-so-dia-e-fica-perto-de-200-vidas-perdidas-jno
Publicidade
detran-jno

Fora de controle em Nova Odessa, a pandemia de Covid-19 segue batendo tristes recordes. O mais recente deles diz respeito ao número de mortes confirmadas em um único boletim: foram 11 vidas perdidas, de acordo com a atualização divulgada pela Secretaria de Saúde nesta segunda-feira, elevando para 190 os óbitos no município ao longo dos últimos 16 meses. Além disso, mais 200 novos casos foram confirmados pela Vigilância Epidemiológica, fazendo com que a cidade rompesse a barreira dos 5 mil casos: agora são 5.155 pacientes positivados. Cinquenta e um moradores de Nova Odessa estão internados em unidades de saúde municipais ou da região com problemas respiratórios. Outras três mortes suspeitas ainda aguardam resultado de exames.

Segundo a prefeitura, dos 11 óbitos de novaodessenses divulgados nesta segunda-feira, nove ocorreram em outras cidades entre os meses de maio e junho, mas só agora informados pelos municípios onde ocorreram. Os pacientes já considerados curados são agora 4.574, ou 88,7% do total de contaminados pelo vírus até aqui.

Os novos óbitos “antigos” incluídos no boletim epidemiológico incluem cinco pessoas que faleceram em Americana entre os dias 27 de maio e 05 de junho, todos de idosos, dois em Sumaré (nos dias 10/05 e 31/05) e dois em São Paulo, nos dias 21 e 22 de maio. Os outros dois óbitos, mais recentes, ocorreram na UR (Unidade Respiratória do Jardim Alvorada), nos dias 15 e 16 de junho.

O número de moradores de Nova Odessa internados com sintomas respiratórios ou de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) caiu de 54 para 51 em 72h, ainda dentro da média das últimas semanas. Eram, na manhã do dia 21/06, 10 pacientes (-2) internados na UR do Alvorada, 8 na nova ala respiratória do Hospital e Maternidade Municipal (igual) e 33 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de hospitais de outras cidades da região e do Estado (-1).

 

“A situação da pandemia é grave, mas não apenas em Nova Odessa, e sim em toda a região, Estado e País. O número de casos vem aumentando e as internações também, e praticamente não existem mais leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada da nossa região. Por isso, voltamos a frisar que precisamos da colaboração da população, mantendo os cuidados que falamos sempre, como o uso de máscaras, a assepsia constante das mãos e evitar ao máximo as aglomerações”, disse o secretário de Saúde, Nivaldo Luis Rodrigues.