in

Vigilância Sanitária suspende atendimento no centro cirúrgico

Secretaria de Saúde informou que protocolou propostas para adequação e aguarda liberação.

A interdição de duas salas do Hospital Municipal e Maternidade Dr. Acílio Carreon Garcia já dura três dias, apesar da Prefeitura ter informado que já protocolou, junto à Vigilância Sanitária Regional, proposta de adequações a todos os apontamentos feitos pelo órgão, que culminaram com a suspensão do atendimento no centro cirúrgico e dos procedimentos na sala de esterilização.
A Vigilância Sanitária Regional não informa quais foram os problemas que levaram à suspensão dos trabalhos e a Secretaria de Saúde também não detalhou quais seriam as medidas adotadas para retomar o atendimento.
Ontem, o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, informou ao Jornal de Nova Odessa que está cuidando pessoalmente das tratativas e protocolos junto ao órgão regional e está confiante na rápida retomada do atendimento. Até ontem, segundo o secretário, não houve prejuízo aos pacientes.
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais chegou a informar que a suspensão do atendimento no centro cirúrgico foi motivada por denúncia feita pelo sindicato, porém, a Vigilância Sanitária Regional informou que o procedimento de fiscalização faz parte da rotina do órgão, não tendo sido motivado por nenhuma denúncia específica.
Em nota, a Secretaria de Saúde ressaltou que “está aberta ao diálogo para adequações que se fizerem necessárias para o rápido reestabelecimento do atendimento. Os pacientes que precisarem do atendimento suspenso serão encaminhados para outros hospitais já credenciados pela Secretaria”.

Publicidade
instituto_728x90_60kb