in

TRE julga ações que pedem cassação do prefeito

Todas as ações pedem a cassação do registro de candidatura e a declaração de inelegibilidade de Bill

O Tribunal Regional Eleitoral pautou para julgamento na sessão de hoje, dia 25, o recurso de quatro das sete ações movidas contra o prefeito Benjamin Bill Vieira de Souza (PSDB).

As ações foram julgadas no ano passado pelo juiz eleitoral Gabriel Baldi de Oliveira, em duas delas, Bill e seu vice, Oscar Bergreen Neto, foram condenados a pagar, para cada uma delas, multa de cerca de R$ 15 mil.

Um dos processos foi movido pelo PRB (Partido Republicano Brasileiro), enquanto as outras ações foram movidas pelo servidor municipal Wladney Pereira Brigida.

Em um dos processos, o prefeito é acusado de ceder equipamentos e prestação de serviços a uma igreja em Nova Odessa. Já em outra, é acusado de fazer autopromoção em matérias veiculadas no site da Prefeitura. Em uma terceira, Andrea Pereira Silva Souza, esposa de Bill, é acusada de promover uma excursão à Expoflora, com 120 idosos, para promover Bill.

Publicidade

Na última ação, o prefeito é denunciado por quatro projetos: doação de uma área à Associação Brasileira de Cultura Leta, projeto de isenção de IPTU as famílias afetadas pela enchente, transporte gratuito a estudantes da Etec e de bolsas de estudos. O que de acordo com a denúncia, os projetos são proibidos em ano eleitoral.