in

Sindicato critica escolha de estabelecimentos

Presidente da entidade diz que preço praticado por comércios de médio e pequeno porte prejudica famílias em situação de vulnerabilidade; ele também aponta erros em endereços

sindicato-critica-escolha-de-estabelecimentos-jno
Publicidade
detran-jno

O presidente do SSPMANO (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nova Odessa), Adriano José do Carmo Rosa, criticou o credenciamento de estabelecimentos comerciais de pequeno e médio porte, como padarias por exemplo, aptos a participar do programa NOS (Nova Odessa Solidária), que distribui três parcelas de R$ 200 para famílias em situação de vulnerabilidade social em razão da pandemia do novo coronavírus. Em vídeo postado nas redes sociais da entidade sindical, Carmo afirma que os preços dos produtos praticados nestes estabelecimentos são muito maiores se comparado a grandes redes e prejudica as pessoas que receberam o cartão. Ele também aponta diversos erros nos endereços dos estabelecimentos, fato que acaba confundindo a população.

“Nós fizemos, no Dia do Servidor do ano passado, o sorteio de 150 cartões para os servidores consumirem em Nova Odessa, mas eles tinham a opção de escolher a qualidade do produto e o melhor preço. A padaria pode até vender gêneros alimentícios de primeira necessidade, nada contra isso. Mas isso é uma sacanagem, isso não se faz. O preço praticado pela padaria é bem mais alto que o preço praticado por uma grande rede de supermercados, convenhamos. Se é auxílio emergencial, por que cadastrar pequenas empresas?”, questionou Carmo. Ele também apontou erros no endereço de alguns estabelecimentos, como a Rua Virgílio Bodini, que fica no Santa Luiza e no material da prefeitura aparece como Centro. Outro exemplo foi em relação a Rua Bento Toledo Rodovalo, que também aparece como sendo no Centro, mas na verdade fica na Vila Azenha. “Tem erro material grotesco aí, me desculpa falar (sic). Mas temos que ajudar a corrigir”, completou o sindicalista.

 

OUTRO LADO

Segundo a prefeitura, o credenciamento dos estabelecimentos é feito pela instituição financeira ganhadora da licitação, obedecendo aos parâmetros da própria licitação, que exige um número de estabelecimentos credenciados do ramo de alimentação e gêneros alimentícios, justamente para atender aos beneficiários do programa na questão da segurança alimentar.

“A empresa ganhadora da licitação está em contato com todos (sem exceção) os estabelecimentos do segmento alimentício da cidade para efetuar o credenciamento.

Ou seja, todo e qualquer estabelecimento do município pode se credenciar, bastando solicitar à instituição financeira vencedora da licitação para fornecimento dos cartões”, traz nota da Administração.

Ainda segundo a prefeitura, a Administração tem incentivado aos estabelecimentos para que se credenciem para beneficiar os comércios de Nova Odessa.

“Tanto que, nesta semana, uma grande rede de supermercados presente na cidade, o Paraná Supermercados, foi habilitado junto à instituição financeira gerenciadora dos cartões. Assim, os beneficiários já podem realizar suas compras também nas três lojas da rede na cidade – além dos cerca de 25 estabelecimentos previamente habilitados pela BK Bank”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Samuel Marin, explicou que o nome e o endereço de todos os estabelecimentos credenciados foram fornecidos pelos próprios estabelecimentos. E a lista com nome e endereço de cada estabelecimento foi entregue individualmente a cada beneficiário do Programa NOS no ato da entrega do cartão.

“O beneficiário tem total liberdade para comprar seus gêneros alimentícios no estabelecimento que ofertar os melhores preços, valendo neste caso a livre concorrência entre os comerciantes”, disse ele.