in

Servidores públicos devem receber reajuste de 4,7% em quatro parcelas

Sindicato não conseguiu aumentar percentual na Justiça; greve está suspensa

Em audiência de conciliação realizada ontem no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 15ª Região, em Campinas, a Prefeitura de Nova Odessa e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais firmaram acordo que prevê o repasse da inflação, de 4,7%, dividido em quatro parcelas.
Os servidores decidem hoje, em assembleia que será realizada às 11h, em frente a Prefeitura, se aceitam o acordo e colocam fim à greve iniciada na última quinta-feira. Ontem a Justiça determinou a suspensão da greve a partir das 0h de hoje.
Pelo acordo os servidores receberão o repasse da inflação, que é de 4,7%, sendo 1% em março (com o pagamento retroativo aos meses de março e abril dia 25 de maio), 1% em junho, 1% em agosto e 1,7% em novembro. A cesta básica a partir de janeiro de 2018 passa para R$ 450.
A Justiça do Trabalho também determinou a compensação de três dias de greve, no prazo de 120 dias. A Prefeitura informou que os dias devem ser descontados se não for comprovada a reposição.

Publicidade
dom-bosco-jno

PASSEATA
Anteontem de manhã os servidores realizaram uma passeata pelas ruas do Centro. Entre as críticas feitas à proposta inicial da prefeitura estava exatamente o parcelamento do reajuste.
Antes da greve, a Prefeitura propôs o repasse da inflação em três vezes, com 1% retroativo a março, 1% em setembro e 2,7% em dezembro. Servidores em greve alegaram que o salário “não era carnê das Casas Bahia”.