in

Sem solução, problemas com caminhões ainda é alvo de queixas

Morando no local há mais de 20 anos, um dos moradores tem tido problemas respiratórios

Não é a primeira vez que o transtorno causado pelo estacionamento de caminhões na rua Anchieta, no jardim Santa Rosa, é alvo de reclamações.

Em março deste ano, o problema foi alvo, pela sexta vez, de queixas dos moradores do local. “O barulho atrapalha, o cheiro de diesel incomoda, os caminhões criam um ponto cego para os motoristas, sem contar que o asfalto não foi feito para suportar o peso destes caminhões”, enumerou, na ocasião, a munícipe Ivone Fagundes dos Santos

Os caminhões citados pela moradora, ficam estacionados no local aguardando para entrar no centro de distribuição do Pague Menos, onde são realizadas as descargas de produtos do supermercado.

Morando no local há mais de 20 anos, um dos moradores tem tido problemas respiratórios. “Não é só o barulho que incomoda, a poluição causada por estes veículos tem causado problemas respiratórios no meu pai”, contou a filha de um dos moradores.

Ainda segundo ela, a situação está a cada dia mais insustentável. “A movimentação começa por volta das 5h30 e se estende durante todo o dia. Quem consegue vir assim?”, questionou ela.

Publicidade
dom-bosco-jno

Questionada, a assessoria de comunicação do supermercado Pague Menos enviou a seguinte nota:

“Sobre a questão dos caminhões estacionados nas ruas adjacentes do Centro de Distribuição, a Rede de Supermercados Pague Menos informa que a empresa possui sistema de agendamento e que cada caminhão tem dia e horário para  o recebimento de mercadorias. Infelizmente, como a maioria trata-se de terceiros, a própria indústria não tem controle sobre isso. Porém, como forma de minimizar os impactos junto à população, o Pague Menos está construindo um espaço reservado para os caminhões, que fica ao lado oposto do CD, com entrada e saída na avenida Ampélio Gazzetta, ao lado de nosso Auto Posto, para que os veículos possam ficar ali até serem oficialmente chamados para o recebimento. A Rede está realizando investimentos para este fim exclusivo e as obras estão adiantadas, e a mudança ocorrerá em breve”.