Secretaria de Saúde de Nova Odessa promove plantão psicológico para encerrar atividades do “Setembro Amarelo”

O público-alvo são pessoas com mais de 18 anos, explica o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato

Para encerrar o “Setembro Amarelo” – mês inteiramente dedicado a campanhas de prevenção ao suicídio -, a Secretaria de Saúde de Nova Odessa promoverá neste sábado (28) um plantão psicológico no Ambulatório de Especialidades Médicas. Neste dia, seis profissionais estarão atendendo à população, entre 8h e 13h, com serviço de acolhimento imediato e gratuito. O público-alvo são pessoas com mais de 18 anos, explica o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato.

“Ao longo deste mês de setembro, e assim como acontece todos os anos, a Secretaria de Saúde preparou uma série de atividades para que possamos discutir esse tema tão importante. Agora, vamos encerrar as atividades com esse plantão, onde teremos uma equipe de psicólogos atendendo a população de forma gratuita e imediata. Não há a necessidade de agendar o atendimento, é só comparecer ao Ambulatório de Especialidades neste sábado, entre 8h e 13h, que o morador de Nova Odessa será atendido por um dos profissionais que estarão participando deste plantão”, disse Cocato.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

PALESTRAS. Nos dias 16 e 19, a Secretaria de Saúde promoveu palestras sobre a depressão e medidas de prevenção ao suicídio. Uma delas foi ministrada pelo professor José Valter Montever, com o tema “Valorização da vida, acolhimento e prevenção!”. A temática foi relacionada às últimas estimativas da OMS (Organização Mundial da Saúde), que revelam que todos os anos cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio.

Na palestra, o professor focou no fato de que um ato de prevenção é prestar atenção nos sinais que podem ser indícios de um possível suicídio, estar atento se a pessoa se isola, fala sobre a morte, se está desanimada com a vida, falta de esperança, falta de autoestima e a outros fatores. Participaram da palestra a psicanalista Roseli Morais, coordenadora do Caps, e a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza.