in

Secretaria de Meio Ambiente intensifica fiscalização nos LEVs

Administração identificou descarte de materiais irregulares; multa é de R$ 500

A Secretaria de Meio Ambiente de Nova Odessa está intensificando a fiscalização no LEV (Local de Entrega Voluntária) do Bosque Manoel Jorge, no Jardim Santa Rosa. O motivo é o aumento nos descartes de materiais irregulares no local e também em frente ao bosque, prejudicando o tráfego de pedestres. A multa para quem for flagrado descartando materiais proibidos é de R$ 500, chegando a R$ 5 mil em casos de reincidência.
“Nos últimos anos iniciamos um importante trabalho de conscientização da população sobre o descarte dos entulhos e outros materiais. Criamos o EcoPonto do jardim Monte das Oliveiras e também os LEVs e PEV (Ponto de Entrega Voluntária) em outros pontos da cidade. No entanto, recentemente detectamos o aumento do descarte de materiais irregulares nestes locais”, explicou a diretora de Meio Ambiente, Parques e Jardins, Fernanda Dagrela.
“A própria população tem transformado estes locais em depósitos de entulhos, descartando todo tipo de material, inclusive na calçada, prejudicando o tráfego de pedestres. É uma situação que não podemos admitir e, para isso, estamos intensificando a fiscalização e os responsáveis serão punidos”, disse.
A diretora destacou que os LEVs do Bosque Manoel Jorge, do Parque Isidoro Bordon e também do jardim São Jorge, além do PEV instalado na Praça Central José Gazzetta, são para descarte exclusivo de materiais recicláveis. “Entulhos de construção, móveis velhos e outros materiais devem ser levados ao EcoPonto”, disse.
Ela ressaltou que também foram detectados descartes de animais mortos e restos de alimentos nestes locais. Fernanda destacou que os LEVs e PEV funcionam ininterruptamente, o que não justifica o descarte dos materiais nas ruas e calçadas. “O Bosque e o Parque Ecológico são utilizados para práticas de atividade, em especial por idosos. Ao ter que desviar da calçada, eles podem sofrer algum acidente”, frisou.
A diretora lembrou que em Nova Odessa a lei municipal 2.883/14 proíbe o descarte irregular de lixo e queimadas nas ruas. Quem for flagrado descumprindo a lei é notificado sob pena de multa que varia de R$ 500 a R$ 5 mil. Além disso, caso o responsável não promova a limpeza do local, tem acrescido ao valor o custo da operação de retirada.
O EcoPonto de Nova Odessa fica na esquina das ruas Vilhelms Rosenbergs e Aristides Réstio, no jardim Monte das Oliveiras. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, semana das 7h às 17h30, aos sábados das 7h às 17h30 e aos domingos das 7h às 13h.
A cidade possui ainda três LEVs no Parque Izidoro Bordon, Bosque Manoel Jorge e na rua Manaus, no jardim São Jorge, e um PEV na Praça Central José Gazzeta, que funcionam 24h.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

DESCARTE CONSCIENTE
Saiba o que pode e o que não pode ser descartado em cada local:

ECOPONTO
Podem ser descartados materiais recicláveis (papel, papelão, plástico, vidro, metal, isopor) limpos (sem restos de comida ou resíduos orgânicos);
Entulhos (resíduos da construção civil, devidamente separados, até 1m3/gerador/dia);
Madeiras e móveis usados (guarda-roupa, sofá, mesa, colchões, etc);
Restos de poda;
Óleo de cozinha (devidamente embalado em garrafa PET);
Roupas usadas;
Eletrônicos (televisão, computadores, monitores, celulares, carregadores, telefones, etc);
Pneus (até 4 unidades/gerador/dia).
Não podem ser descartados: resíduos orgânicos (restos de alimentos, bebidas, de sanitários); resíduos hospitalares e farmacêuticos; animais mortos; resíduos perigosos; resíduos industriais; lâmpadas fluorescentes; pilhas e baterias.

LEVs e PEV
Podem ser descartados materiais recicláveis como papel, papelão, plástico, vidro, metais e isopor.
Não podem ser descartados restos de alimento, animais mortos, resíduos hospitalares, restos de podas de árvore e entulhos.