Risco de acidentes com escorpião aumenta com a chegada do verão

A limpeza do ambiente e a adoção de hábitos simples são fundamentais para prevenir picadas

O período do verão – entre dezembro e março – exige maior cuidado em relação aos acidentes com escorpiões, já que o clima úmido e quente é considerado ideal para o aparecimento desse tipo de animal peçonhento, que se abriga em esgotos e entulhos.

A limpeza do ambiente e a adoção de hábitos simples são fundamentais para prevenir picadas. No ambiente urbano, a orientação para evitar a entrada de escorpiões em casas e apartamentos é usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas.

Os cuidados incluem ainda afastar camas e berços das paredes e vistoriar roupas e calçados antes de usá-los. Já em áreas externas, a principal dica é manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico.

Também é importante manter todo o lixo da residência em sacos plásticos bem fechados para evitar baratas, que servem de alimento e, portanto, atraem os escorpiões. Outra recomendação é manter o gramado sempre aparado, não colocar a mão em buracos, embaixo de pedras ou em troncos apodrecidos e usar luvas e botas de raspas de couro na hora de manusear entulhos e materiais de construção e em atividades de jardinagem.

Orientação 

Ao encontrar um animal em casa, as orientações são: não tente pegar o escorpião, isso pode causar um acidente. Mate-o e se certifique de que ele realmente morreu; não passe inseticida, pois eles não vão eliminar os escorpiões, vão fazer apenas eles se deslocarem temporariamente.

Se você for picado, procure imediatamente o hospital mais próximo para avaliar a necessidade de recebimento do soro antiescorpiônico. O veneno do escorpião é neurotóxico e ataca o sistema nervoso central, podendo ser letal. Segundo especialistas, a maioria das picadas é sem gravidade, mas, nos casos graves, o socorro imediato é fundamental.

Nova Odessa

Uma moradora da região do jardim Eneides relatou que tem enfrentado problemas com escorpião. “Mesmo mantendo minha casa limpa tenho enfrentado sérios problemas com esses animais peçonhentos aqui no bairro”, relatou a munícipe.

A mulher ainda relatou que recentemente foi picada por escorpião. “É um situação muito preocupante, felizmente foi em mim, tenho uma criança pequena em casa e vivo constantemente preocupada”, contou a moradora.

Sobre os cuidados, a moradora lamentou não depender apenas dela. “Tomo todos os cuidados sugeridos, mas não adianta apenas eu fazer a minha parte. Se cada um cuidasse do seu espaço tenho certeza que não enfrentaríamos problemas deste tipo e ninguém seria prejudicado com a sujeira alheia”, disse.

Outro caso ocorrido recentemente foi na vizinha cidade de Americana. Uma mulher grávida foi picada quando estava em um trocador de roupas em uma loja na região central da cidade.