in

Psicóloga ensina estratégias para professores minimizarem efeitos da pandemia

O normal e o patológico’, ministrada na terça-feira (18) pela psicóloga Charlene Fáveri a professores e dirigentes da Escola Estadual ‘Dr. Joaquim Rodrigues Azenha’, no Jardim São Manoel

psicologa-ensina-estrategias-para-professores-minimizarem-efeitos-da-pandemia-jno
Publicidade
detran-jno

Manter o equilíbrio emocional e saber como auxiliar os estudantes a controlarem sentimentos como angústia e ansiedade. Essa foi a temática da palestra online ‘Saúde mental em tempos de pandemia. O normal e o patológico’, ministrada na terça-feira (18) pela psicóloga Charlene Fáveri a professores e dirigentes da Escola Estadual ‘Dr. Joaquim Rodrigues Azenha’, no Jardim São Manoel. A atividade faz parte do Projeto Fênix – Transformando Vidas, idealizado pela primeira-dama Andréa Souza para auxiliar na preparação de docentes e gestores e contribuir para o desenvolvimento dos alunos das seis unidades escolares mantidas pelo Governo do Estado no município.

De acordo com a palestrante, que também é guarda municipal em Nova Odessa, o objetivo do encontro virtual foi levar à equipe pedagógica informações de quais sentimentos e comportamentos são esperados durante a pandemia e quais são considerados patológicos e devem ser trabalhados. “Avaliamos os efeitos psicológicos de uma quarentena tão prolongada e conversamos sobre estratégias e ferramentas para minimizá-los”, avaliou a psicóloga, que atua como voluntária no Projeto Fênix.

Uma das estratégias que favorecem a manutenção da saúde psíquica em tempos de pandemia, segundo a psicóloga, é manter a rede socioafetiva ativa, estabelecendo contato, mesmo que virtual, com familiares, amigos e colegas. “Outra medida importante é evitar o uso do tabaco, álcool e outras drogas para lidar com as emoções. Algumas pessoas buscam nas drogas lícitas e ilícitas uma forma de se esquivarem das preocupações e tensões causados pelo isolamento, mas esse comportamento só potencializa o risco de desenvolver outros transtornos psicológicos”, explicou Charlene. A palestra foi realizada durante a reunião de HTPC (Horas de Trabalho Pedagógico Coletivo) dos professores da escola Joaquim, que é uma das principais ferramentas para a prática da formação continuada de docentes e dirigentes escolares. Por conta da pandemia, reuniões pedagógicas têm sido realizadas de modo remoto.

Participaram da atividade a diretora da escola, Eliana Turcatto; a vice-diretora, Kátia Ladeia; a coordenadora pedagógica, Cristina Soares; além dos professores da unidade escolar. “Agradeço muito à Charlene pela importante contribuição em um momento em que educadores e alunos estão precisando tanto de suporte psicológico.

Além de desempenhar um trabalho brilhante na nossa Guarda Civil Municipal, ela é uma psicóloga muito sensível, competente e que entende o universo dos jovens”, afirmou a primeira-dama Andréa Souza. Lançado em março do ano passado, o Projeto Fênix oferece aulas de grafite, judô, vilão, jiu-jitsu, oficina de inteligência emocional, teste vocacional, coral, fanfarra, além de palestras para alunos e professores sobre diversos temas. Participam da iniciativa as escolas João Thienne (Centro) Silvânia Aparecida Santos (Jardim Santa Luiza II), Geraldo de Oliveira (Jardim Monte das Oliveiras), Dorti Zambello Calil (Jardim Bela Vista), Joaquim Rodrigues Azenha (Jardim São Manoel) e Alexandre Bassora (Jardim Planalto).

 

psicologa-ensina-estrategias-para-professores-minimizarem-efeitos-da-pandemia-jno