Projeto vai reforçar atendimento psicológico oferecido pela Secretaria de Saúde

. Além de democratizar o acesso público à psicologia, o objetivo principal é atender, de forma imediata, as pessoas em situação de crise e desafogar a lista de espera

Depois do bem-sucedido plantão psicológico que encerrou as atividades do “Setembro Amarelo”, a Secretaria de Saúde de Nova Odessa lança nesta quinta-feira (24), em parceria com um grupo de psicólogos, o projeto “Agap” (Acolhimento Genuíno de Atenção Psicológica), que vai reforçar o serviço oferecido pelo município com atendimentos gratuitos uma vez por mês. Além de democratizar o acesso público à psicologia, o objetivo principal é atender, de forma imediata, as pessoas em situação de crise e desafogar a lista de espera.

O lançamento será às 16h, no piso inferior do Ambulatório de Especialidades Médicas. Logo após a abertura, a psicóloga Maria José de Andrade vai proferir a palestra “Se Toca, Prevenir é Legal”, onde aborda não apenas a saúde mental, mas também o câncer de mama, dentro das atividades do “Outubro Rosa”. Além da palestrante, participam do projeto as psicólogas Bruna Oliveira Santos, Danielle Sanches, Cynthia Saraiva, Marlei Cunha e Débora Rocha de Souza, bem como o psicólogo Davi Liepkan.

Os atendimentos serão realizados uma vez por mês, entre 16h e 20h, sem a necessidade de agendamento e as sessões não tem tempo pré-determinado. “Após esse primeiro atendimento, que pode ser de até três sessões, o paciente que precisar de acompanhamento será encaminhado para dar continuidade ao tratamento. Ele receberá uma lista de contato de psicólogos da cidade e nos casos mais urgentes, aqueles que necessitarem de intervenção de psiquiatria, a Secretaria de Saúde fará o encaminhamento”, explica a psicóloga Marlei Aparecida Cunha, que está à frente do projeto, junto com a jornalista Marineuza Lira. “Nós temos que agradecer ao secretário Vanderlei Cocato, que sempre viu com ótimos olhos esse projeto que nós apresentamos e que só será possível colocar em prática graças ao apoio e a participação da Secretaria de Saúde”, disse Marineuza.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

“A depressão é um tema complexo, delicado e cheio de tabus, mas não pode ser ignorado pela sociedade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 800 mil pessoas morrem todos os anos por atentarem contra a própria vida, o que corresponde a uma morte a cada 40 segundos. A cada morte, pelo menos seis pessoas são impactadas diretamente. Por isso, projetos como esse são de extrema importância e vai ajudar a desafogar a lista de espera”, explicou Cocato.
Outras seis datas já estão agendadas e os atendimentos futuros acontecerão nos dias 21 de novembro, 19 de dezembro, 23 de janeiro, 20 de fevereiro, 19 de março e 23 de abril.