“Projeto Fênix” leva Constelação Sistêmicas às escolas através de palestra

Para a psicóloga, o trabalho desenvolvido pelo Projeto Fênix nas escolas, “educa” as emoções para que as pessoas tornem-se aptas a lidar com frustrações, angústias e medos

Você consegue imaginar como seria sua vida se na escola houvesse uma formação muito além da aplicação de disciplinas tradicionais? Se houvesse, por exemplo, palestras que te ajudassem a avaliar e alterar atitudes e comportamentos, facilitando a resolução das situações em questão?  Esta é a proposta do “’Projeto Fênix – Transformando Vidas”, de iniciativa da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Nova Odessa, Andréa Souza, que leva até as escolas “mecanismos” que ajudam na formação dos alunos, também como seres humanos.

Um desses “mecanismos” é a Constelação Sistêmica, conduzida pela psicóloga transpessoal, Ana Aparecida Rosa. “A Constelação Sistêmica é um método psicoterápico, desenvolvido pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger. Ela estuda as emoções e energias que, consciente e inconscientemente, acumulamos. Este aprofundamento possibilita compreender como esses fatores influenciam em nossa tomada de decisão, de forma a reverter os aspectos negativos que desequilibram nossa vida”, explicou a psicóloga.

As Constelações são aplicadas após suas palestras. “Normalmente se reúne um grupo de pessoas para realizar a Constelação. Quando a pessoa tem uma questão e gostaria de olhar para isso, um facilitador/terapeuta com conhecimento em constelações conduz o processo colocando algumas pessoas do grupo para representar os membros do seu sistema. Isso permite que a pessoa diante do que foi representado no grupo tome consciência das relações e de sua própria postura diante delas. Isso permite que o indivíduo altere suas atitudes e comportamentos, imediatos ou com o tempo”, explicou Ana Rosa.

Para a psicóloga, o trabalho desenvolvido pelo Projeto Fênix nas escolas, “educa” as emoções para que as pessoas tornem-se aptas a lidar com frustrações, angústias e medos. “A Constelação ajuda a identificar emoções e as causas delas. Assim as pessoas assumem seu lugar de responsabilidade. E podem trabalhar com questões como conflitos familiares, suicídio, carga emocional, entre outros”, disse a profissional.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

Sobre como as pessoas tem recebido essa “ajuda”, a profissional falou sobre o peso da palavra psicólogo. “Infelizmente, psicologia tem conotação de doença e não de desenvolvimento. As pessoas precisam entender que a doença é uma parte da pessoa, ela não define a pessoa”, disse a psicóloga transpessoal, Ana Aparecida Rosa.

Ela também elogiou a proposta do projeto. “A primeira-dama conseguiu movimentar a cidade com o projeto Fênix, e isso é incrível. Só tenho elogios a iniciativa da Andréa. Espero que as pessoas percebam a oportunidade que estão tendo e abracem a ideia”, disse a psicóloga.

PROJETO FÊNIX

O projeto também conta também com oficinas de artesanato, coral, fanfarra, grafite e artes marciais. Este projeto é resultado de uma parceria com diversas secretarias municipais, iniciativa privada e um grupo de 50 voluntários. O projeto consiste em oferecer diversas atividades de esportes, artes, lazer, cultura e saúde mental para prevenção e reabilitação a problemas como depressão, medos, traumas e outros, funcionando como uma rede de apoio, através de diversas ações, aos pais, professores e adolescentes novaodessenses matriculados nas escolas estaduais do município.