Professor da escolinha de judô de Nova Odessa é homenageado em festival interno

Aproximadamente 100 alunos participaram do torneio interno, realizado no Ginásio Municipal de Esportes ‘Jaime Nércio Duarte’, no Jardim Santa Rosa

Homenagens aos mestres Rafael Bueno e Umeo Nakashima, falecidos em outubro, marcaram no último sábado (30) o festival interno promovido pela Associação Cavalcanti de Judô, parceira da Secretaria de Esportes, Cultura, Lazer e Turismo de Nova Odessa na manutenção da escolinha que ensina a arte marcial gratuitamente a crianças, jovens e adultos do município. Aproximadamente 100 alunos participaram do torneio interno, realizado no Ginásio Municipal de Esportes ‘Jaime Nércio Duarte’, no Jardim Santa Rosa.

“Fizemos uma grande festa de integração dos alunos com a presença de pais, familiares e amigos. Muitos deles não conheciam o ambiente de competição”, afirmou o professor Eugênio Cavalcanti, responsável pela escolinha. Além de promover a confraternização entre os praticantes, o festival serviu para prepará-los para o exame de troca de faixa dos alunos da escolinha, que ocorrerá nas próximas semanas.

O secretário de Esportes, Cultura, Lazer e Turismo, Levi Tosta, prestigiou o festival e parabenizou a associação pela integração dos alunos e as homenagens. “Muito justa a reverência a duas pessoas que dedicaram a vida ao judô. Lembro-me do trabalho sério do mestre Rafael na nossa escolinha. Ele inspirou crianças e adolescentes e dava muita força aos lutadores em competições e viagens”, comentou o secretário.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

No festival, os alunos foram divididos por categorias e lutaram entre si, simulando uma competição. Todos receberam medalha com o nome dos dois mestres. “É uma forma de mantê-los sempre vivos na nossa memória”, completou Cavalcanti. O evento recebeu o nome de “1º Festival Interno Sensei Rafael Ferreira Bueno”.

Umeo Nakashima era delegado de polícia aposentado e trabalhou em Americana, Nova Odessa e outros municípios. Era considerado uma lenda no judô brasileiro e tinha entre seus discípulos o professor da escolinha de judô de Nova Odessa, Eugênio Cavalcanti.