in

Prefeitos discutem importância da gestão regional dos resíduos sólidos

Durante encontro, chefes do Executivo de Piracicaba, Saltinho, Rio das Pedras e Ipeúna assinaram carta de intenção para integrar consórcio

A importância da gestão regional dos resíduos sólidos foi debatida na manhã desta segunda-feira, dia 05, pelo prefeito de Nova Odessa e presidente do Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos), Benjamim Bill Vieira de Souza, durante reunião em Piracicaba. A necessidade de ações integradas para conscientização da população e o descarte correto foram destacados. Durante o encontro, os chefes do Executivo de Ipeúna, Piracicaba, Rio das Pedras e Saltinho assinaram carta de intenção para integrarem o consórcio.

“Hoje a destinação dos resíduos precisa ser discutida de forma conjunta. Quanto mais os municípios se unirem para debater esta questão, melhores serão as soluções para este assunto que é não apenas uma questão ambiental, mas também de saúde pública”, disse Bill. “Falar sobre resíduos urbanos e desenvolver projetos para a sua destinação correta não é algo fácil. É preciso disponibilidade e responsabilidade para tratar deste tema”, continuou.

Superintendente do Consimares, o engenheiro agrônomo Valdemir Aparecido Ravagnani fez uma explanação dos estudos e projetos desenvolvidos pelo consórcio, entre eles a instalação de ecopontos e PEVs (Pontos de Entrega Voluntária). “Um estudo realizado pelo Consórcio apontou que apenas 9,89% dos resíduos arrecadados nos municípios são rejeitos, então, precisamos pensar cada vez mais na destinação final eficiente dos materiais”, disse.

Durante a reunião, os prefeitos José Antônio de Campos (Ipeúna), Barjas Negri (Piracicaba), Carlos Defavari (Rio das Pedras) e Carlos Alberto Lisi (Saltinho) assinaram a carta de interesse para integrarem o consórcio. “Algumas coisas têm que ser pensadas regionalmente ou de forma consorciada e a destinação dos resíduos é uma delas”, frisou Barjas.

O diretor de Meio Ambiente de Iracemápolis, Álvaro Coelho, e o vice-prefeito de Piracicaba, José Antonio Godoy, também participaram da reunião.

Publicidade
dom-bosco-jno

“A vinda destes municípios é muito importante. O Consimares existe desde 2009 e é um consórcio renomado na área em que atua. Certamente estas novas cidades terão importante participação na consolidação do trabalho que é realizado”, finalizou Bill.

Segundo Ravagnani, com a assinatura das cartas de intenção, os municípios deverão encaminhar para aprovação na Câmara uma legislação própria autorizando a participação no consórcio. “Entramos agora em uma fase burocrática, com aprovação das leis para que estas cidades, efetivamente, façam parte do consórcio”, explicou.

Em dezembro de 2017, os prefeitos dos municípios que integram o Consimares já haviam aprovado a inserção de novas cidades. Atualmente, o consórcio é formado por Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste, Hortolândia, Sumaré, Monte Mor, Elias Fausto e Capivari.

Referência na gestão intermunicipal de resíduos, o Consimares desenvolve uma série de projetos nas cidades consorciadas com objetivo de promover o descarte correto dos resíduos sólidos e fomentar o diálogo entre os gestores públicos, incentivando as iniciativas voltadas para a sustentabilidade no Brasil.

Um levantamento recente do consórcio comprovou, por exemplo, que o número de casos de dengue está diretamente ligado à destinação correta dos resíduos. Em outro estudo, o consórcio comparou o aumento da quantidade de lixo doméstico gerado nas cidades ao crescimento populacional. O levantamento apontou que enquanto a população cresceu cerca de 4% em quatro anos, a quantidade de lixo coletada diariamente teve crescimento médio de 10%, índice superior, inclusive, ao aumento do percentual de resíduos domésticos gerados no País, que foi de aproximadamente 4,1%.