in

Prefeito Leitinho e comitiva de Nova Odessa visitam instalações da UTI de Porto Feliz/SP

jno

Uma comitiva liderada pelo prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, visitou na manhã da dessa quarta-feira (29/06) as instalações da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Feliz, considerada referência em estrutura e equipada com dez leitos para atendimentos de média e alta complexidade, sendo dois para tratamento de hemodiálise.

A gestão busca modelos de gestão de unidades intensivas “municipais”, pois a obra da nova UTI do HMNO (Hospital e Maternidade Municipal de Nova Odessa) prossegue e já está na fase de alicerce. A obra civil da nova UTI da Rede de Saúde de Nova Odessa é feita em parceria com um grupo empresarial local.

Leitinho foi acompanhado pelos vereadores Professor Antonio, Oseias Jorge e Márcia Rebesquini, pelo secretário municipal de Saúde, Silvio Corsini, pelo adjunto da pasta, Gleberson Milano, pelo diretor do HMNO, Lucas Bento, pela enfermeira Mônica Monteiro, pelo secretário-adjunto de Finanças, Alessandre Ferreira, e pelo adjunto de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Mota.

O chefe do Executivo e a comitiva novaodessense foram recebidos pelo empresário e gestor da UTI da Santa Casa de Porto Feliz, Alexandre Ramos, pela gestora Vanessa Moreal e pelo gerente administrativo Marco Putenchen.

“É muito interessante esse trabalho desenvolvido em Porto Feliz, que praticamente ‘blindou’ a unidade, priorizando os próprios munícipes. Não que eles não ofereçam atendimento aos moradores daquela região, mas as vagas são prioritariamente para residentes na cidade, além das destinadas para atender convênios e via CROSS (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde). Enfim, gostamos muito do que vimos e vamos estudar a possibilidade de seguir esse modelo em Nova Odessa”, comentou Leitinho.

O prédio da UTI de Porto Feliz foi construído e equipado por um grupo de empresários. A construção teve início em junho de 2017 e a inauguração ocorreu em janeiro de 2019.

“Aqui funciona porque somos um triângulo trabalhando em consonância: Irmandade, gestão e população. Inauguramos um ano antes da pandemia, o que nos obrigou a ampliar o ‘marketing’ junto à comunidade, por meio de carro de som, comunicando que os recursos da cidade são para os moradores, ou seja, que a prioridade da UTI é a nossa população, não pacientes de fora. Isso foi bem positivo, o povo gostou, e o resultado é que ninguém ficou sem leito”, explicou Alexandre Ramos.

A Santa Casa de Porto Feliz é uma instituição filantrópica privada, gerida pela Irmandade, que mantém convênios com a Prefeitura e convênios médicos, entre elas a Unimed. Os médicos e funcionários são contratados através de empresa terceirizada, o que não influencia no percentual da folha de pagamento da Prefeitura.

A excelente estrutura da Santa Casa oferece, além da UTI com completo sistema de isolamento para atendimentos de média e alta complexidade, a UTI 2 (de “retaguarda”, com três leitos), equipamento de tomografia de última geração, quarto humanizado do SUS e até capela – tudo conquistado por meio das parcerias privadas e com a Irmandade.

“A UTI é um dos compromissos de gestão meu e do meu vice-prefeito Mineirinho, porque queremos salvar vidas dos moradores da nossa cidade. Hoje, vivenciamos esse modelo espetacular (em Porto Feliz). Parabenizo os gestores da Santa Casa, o prefeito Dr Antônio Cássio (que é médico), enfim, a cidade de Porto Feliz está de parabéns. Nossas equipes vão estudar para tentarmos adaptar esse modelo para Nova Odessa”, concluiu Leitinho.

“O modelo de gestão deles é funcional, com gerência toda municipal, o que permite com que acolham muito bem os munícipes, principalmente no que tange às internações na UTI, sem deixar de oferecer o primeiro atendimento aos moradores de fora”, garantiu o secretário municipal de Saúde de Nova Odessa, Silvio Corsini. “Não perde em nada para uma UTI da rede privada. Essa de Porto feliz equivale à da Unimed, ou seja, é uma das melhores daquela região”, considerou o vereador Professor Antonio.