in

Pelé cobra informações sobre compra de testes com os R$ 100 mil devolvidos pelo Legislativo

Em requerimento, presidente da Câmara quer saber se o recurso foi realmente utilizado pela prefeitura no combate à pandemia, quantos testes foram adquiridos e a empresa fornecedora

pele-cobra-informacoes-sobre-compra-de-testes-com-os-r-100-mil-devolvidos-pelo-legislativo-jno
Publicidade
detran-jno

O presidente da Câmara, Élvis Ricardo Mauricio Garcia, o Pelé, está cobrando da Prefeitura de Nova Odessa informações sobre a compra de testes rápidos para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus com os R$ 100 mil devolvidos antecipadamente pelo Poder Legislativo, como parte do duodécimo. No requerimento que será lido em plenário na sessão da próxima segunda-feira, o vereador lembra que os recursos foram encaminhados ao Executivo no dia 23 de junho e que a intenção da Casa de Leis era de que o dinheiro fosse utilizado para a aquisição de testes rápidos por meio da ata de registro de preços vigentes na ocasião, mas que até agora nenhuma informação sobre a compra deste material foi divulgada pela Administração do prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD).

“Pelo referido contrato, os testes seriam adquiridos pelo preço unitário de R$ 10,80, sendo que os recursos devolvidos antecipadamente pela Câmara seriam suficientes para a compra de cerca de 9.260 testes”, afirma Pelé. No requerimento, o presidente quer saber se os R$ 100 mil da Câmara foram realmente utilizados para a compra de testes, quantos kits foram adquiridos, a data da compra, o custo unitário e o nome da empresa fornecedora. Pelé cobra ainda, caso o recurso não tenha sido utilizado para a proposta dos vereadores, qual foi o destino conferido ao dinheiro devolvido antecipadamente pela Câmara.

“Nós, vereadores, aprovamos com agilidade todos os projetos direcionados ao enfrentamento da pandemia que o prefeito encaminhou para a Câmara. Também realizamos o projeto Câmara Solidária, para arrecadar alimentos para aqueles que estavam mais necessitados. Porém, ainda queríamos fazer mais e acreditamos que esse adiantamento de recursos poderia auxiliar a Secretaria de Saúde na identificação de pacientes positivados, tratamento e isolamento dos mesmos para conter o avanço da pandemia”, explicou Pelé. “Quero aqui ressaltar que essa não foi uma atitude isolada do presidente da Câmara, mas sim de todos os nove vereadores desta legislatura, que estão unidos para defender todas as causas em benefício da população”, completou Pelé.

OUTRO LADO. A reportagem do Jornal de Nova Odessa questionou a Prefeitura sobre a utilização do recurso devolvido pela Câmara e que deveria ser utilizado para a compra de testes rápidos, mas não houve resposta até o fechamento da edição.