Novas análises atestam qualidade da água de Nova Odessa

O estudo apresentado pelo laboratório confirma o padrão de excelência do tratamento feito pela Coden, reconhecido pela população da cidade

Análises feitas por um laboratório acreditado ratificam a qualidade da água tratada distribuída à população de Nova Odessa. O estudo foi encomendado pela Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa), empresa responsável pelos serviços de água, esgoto e manejo de resíduos no município.

Elaborado semestralmente conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, por meio da Portaria de Consolidação nº 5, de 2017, o relatório traz a análise completa da água captada e tratada para consumo humano no município, com base em mais de 90 parâmetros. O estudo apresentado pelo laboratório confirma o padrão de excelência do tratamento feito pela Coden, reconhecido pela população da cidade.

Pesquisa divulgada em julho pelo Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos) apontou que Nova Odessa tem o melhor serviço de abastecimento de água da RMC (Região Metropolitana de Campinas), com índice recorde de satisfação entre os moradores..

A análise apontou a completa ausência de cheiro, gosto e bactérias que podem causar doenças gastrointestinais, como a Escherichia coli. Além disso, a turbidez foi aferida em 0,25 NTUs (unidades nefelométricas de turbidez), índice 20 vezes inferior ao recomendado, e o pH (potencial hidrogeniônico), que mede a acidez da água, em calculado em 7,2 – dentro dos padrões legais (de 6 a 9,5) e considerado ideal para o consumo humano diário. De acordo com as análises, a água de Nova Odessa é boa e leve, livre de metais pesados.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

O diretor-presidente da Coden, Ricardo Ongaro, atribui o resultado ao controle rigoroso de qualidade feito pela companhia. “O tratamento começa nas represas, em nossos sistemas de captação. Da adução da água para a estação à distribuição à população, são dezenas de análises e procedimentos para garantir a melhor qualidade possível”, explica Ongaro, destacando a importância de investimentos em tecnologia e qualificação do corpo técnico..

CONTROLE DE QUALIDADE. Segundo o gerente químico-operacional da ETA (Estação de Tratamento de Água) da cidade, Evaldo Coradini, a água tratada é analisada de hora em hora no laboratório da companhia. Foram 744 análises em julho. “Também percorremos todas as regiões da cidade, para nos certificarmos de que a água chega às famílias com a mesma qualidade que sai dos reservatórios. No mês passado, coletamos e analisamos amostras em 110 pontos”, completa o Gerente.

Além do crivo do laboratório próprio e de empresas credenciadas, a água produzida pela Coden é analisada mensalmente pela Vigilância Sanitária do município e pela Ares-PCJ (Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí). O órgão, responsável pela fiscalização e regulação dos sistemas de saneamento de 58 municípios, colhe amostras em locais aleatórios e encaminha a laboratórios para análise. No mês passado, a agência emitiu mais um certificado de qualidade ao município, após avaliar a água da rede do Jardim Planalto.