Nova Odessa transforma alunos do ensino fundamental em ‘fiscais do lixo’

Durante a palestra, a engenheira ambiental apresentou imagens mostrando as consequências do descarte irregular de resíduos e reforçou a importância da destinação correta

A importância da coleta seletiva para a preservação do meio ambiente foi tema de uma palestra ministrada no último dia 9 pela diretora de Meio Ambiente de Nova Odessa, Aryhane Massita, a um grupo de aproximadamente 150 alunos da rede municipal de ensino. A atividade, desenvolvida pelas secretarias de Educação e Meio Ambiente, foi realizada na Sala Verde Novas Sementes ‘Nilson Ferreira de Brito’, que funciona na Emefei (Escola Municipal de Ensino Fundamental e Ensino Infantil) ‘Professora Augustina Adamson Paiva’, no Jardim São Francisco, e faz parte do Programa Municipal de Educação Ambiental.

Durante a palestra, a engenheira ambiental apresentou imagens mostrando as consequências do descarte irregular de resíduos e reforçou a importância da destinação correta. “Foi uma conversa muito produtiva. Eles interagiram bastante, compartilharam situações que vivenciam no dia a dia”, comentou a diretora de Meio Ambiente da Prefeitura. Impressionados com o impacto provocado pelo lixo na natureza, os estudantes foram convidados a serem fiscais nos bairros onde moram.

Segundo Aryhane, o que mais chocou os alunos foi a situação de animais que sofrem e até morrem em decorrência do descarte irregular, principalmente no mar. “Mostramos a eles imagens de animais presos a garrafas, sacolas plásticas e outros objetos que são jogados, de forma irresponsável, em locais inadequados. Nosso objetivo foi de sensibilizá-los para que percebam que o ser humano é o único responsável pelas agressões ao meio ambiente. Não adianta o aluno saber o que significa os 3R [reduzir, reutilizar e reciclar], se ele não colocar em prática”, explicou a engenheira.

Para a professora Meria Brito de Jesus, uma das interlocutoras do Programa Município VerdeAzul (criado há 12 anos pelo Governo do Estado para estimular e auxiliar as prefeituras na elaboração e execução de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável), a escola abriga um grupo estável, com características individuais, e tem um ambiente é propício para as práticas que envolvam o meio ambiente. “Um exemplo disso é o envolvimento de toda comunidade escolar na arrecadação de garrafas “pet” para a confecção dos enfeites do projeto “Um Sonho de Natal”, idealizado pela primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

O projeto foi lançado no ano passado na cidade e foi um sucesso, com decoração “sustentável” e calendário especial com concertos, espetáculos musicais e uma série de atrações culturais diárias, no palco montado na Praça “José Gazzetta”. Para a edição de 2019 da festa natalina, a praça central do município ganhou um pinheiro de mais de cinco metros de altura e está sendo totalmente revitalizada.