in

Nova Odessa registra diminuição de 67,2% nos casos de dengue em 2020

Foram 254 casos notificados nos cinco primeiros meses do ano, contra 774 contabilizados em igual período de 2019

nova-odessa-registra-diminuicao-de-672-nos-casos-de-dengue-em-2020-jno
Publicidade
detran-jno

O número de registros de dengue caiu 67,2% em Nova Odessa em 2020, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (4) pela Secretaria de Saúde. Foram 254 casos notificados nos cinco primeiros meses do ano, contra 774 contabilizados em igual período de 2019.

A maior queda na comparação dos meses foi verificada em maio, com 377 casos confirmados em 2019 ante 23 registrados este ano, queda de 94%. A diminuição também foi acentuada em abril. Foram 343 infectados em 2019 e 55 em 2020, redução de 84%.

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde responsável pelo monitoramento e definição de medidas de prevenção e controle de doenças, 2020 ainda teve cinco casos em janeiro, 64 em fevereiro e 107 em março. Já no ano passado, foram 12 em fevereiro, 42 em março e nenhum registro em janeiro.

Para o secretário de Saúde do município, Vanderlei Cocato, a queda está diretamente relacionada ao forte trabalho de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti desenvolvido pelo Setor de Zoonoses. “Trabalhamos de segunda a segunda, orientando a população, eliminando potenciais criadouros em casas, prédios públicos e estabelecimentos comerciais e fazendo bloqueios em bairros com casos confirmados. Este ano, já foram visitados 2.881 imóveis e 35 caminhões de materiais recolhidos”, disse Cocato.

O trabalho dos agentes de controle de zoonoses consiste em arrastões em toda a cidade, trabalho casa a casa, visitas diárias a pontos estratégicos (empresas, borracharias, lojas de sucatas etc.), com média de 80 pontos visitados por mês; vistorias em escolas, creches, hospital, unidades básicas de saúde, órgãos públicos e empresas, em busca de criadouros e visitas a imóveis sob os cuidados de imobiliárias, numa média de dez visitas por mês.

De acordo com Vanderlei Cocato, o trabalho foi intensificado a partir de março, em função da pandemia de Covid-19. “O novo coronavírus se espalha com muita velocidade e se beneficia da falta de higiene. Por isso, nossas equipes têm conversado com moradores sobre a importância de manter todos os ambientes da casa limpos, inclusive os quintais. É uma forma de prevenir as duas doenças”, explicou o secretário de Saúde.

Ao longo dos 12 meses de 2019, Nova Odessa teve 925 casos confirmados de dengue.