in

Nova Odessa libera vacina da gripe para toda a população a partir de 2ª

A medida segue orientação do Ministério da Saúde; iniciada em 12 de abril, a campanha de imunização anual contra a gripe estava prevista para terminar nesta quinta-feira

nova-odessa-libera-vacina-da-gripe-para-toda-a-populacao-a-partir-de-2a-jno
Publicidade
detran-jno

Seguindo orientação do CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica) do Estado, a Secretaria de Saúde de Nova Odessa anunciou a prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) a partir da próxima segunda-feira (12/07) para toda a população com idade acima dos seis meses, enquanto durarem os estoques de vacinas. A vacina segue disponível nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h.

A medida segue orientação do Ministério da Saúde. Iniciada em 12 de abril, a campanha de imunização anual contra a gripe estava prevista para terminar nesta quinta-feira (08/07) no Estado de São Paulo, com a vacinação apenas das pessoas pertencentes aos grupos considerados prioritários.

A Vigilância Epidemiológica de Nova Odessa informou que, até semana passada, o município havia aplicado 9.305 doses, o que representa uma cobertura vacinal de 47,2% do público alvo. Do total de pessoas esperadas, foram vacinadas 79,3% de puérperas, 59,2% de gestantes, 57,5% de crianças maiores de 6 meses e menores de 6 anos de idade, 52% de idosos, 48,3% de professores, 42,2% de trabalhadores da Saúde, 30,4% pacientes com comorbidades e 0,5% pessoas com deficiências.

De acordo com o Ministério da Saúde, no país todo, a campanha contra a gripe havia imunizado 34,2 milhões de pessoas, o que representava cerca de 42% dos grupos prioritários, índice considerado baixo.

Neste ano, a campanha acontece simultaneamente à vacinação contra a Covid-19 e a recomendação da Vigilância Epidemiológica é que seja dado um intervalo de 14 dias entre uma vacina e outra.

“A estratégia de vacinação contra a Influenza tem o objetivo reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus influenza, na população alvo para a vacinação, assim como, prevenir as consequências sobre os serviços de Saúde, minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19. A meta é vacina 90,0% dos grupos prioritários, no entanto, até o dia 05 de julho a cobertura vacinal dos grupos elegíveis para avaliação totalizou 57,3% no estado de São Paulo”, justificou o CVE-SP.

“Diante desse cenário e da existência de doses da vacina influenza em estoque nos municípios, solicita-se a manutenção e ampliação de esforços para desenvolver estratégias que visem melhorar a cobertura vacinal da população-alvo da campanha, na perspectiva de alcançar elevadas e homogêneas coberturas vacinais. Além disso, a Secretaria de Estado da Saúde decidiu ampliar a vacinação para toda a população maior de 6 meses de idade, ainda não vacinada, a partir do dia 12 de julho, enquanto durarem os estoques da vacina influenza, ficando em consonância com o Ministério da Saúde”, completou o órgão estadual.