Nova Odessa ganha único laboratório de forragicultura da América Latina

Toda essa atualização colabora ainda mais para ampliar as parcerias com empresas públicas e privadas, para desenvolver pesquisas estratégicas com lançamento de novos cultivares

Em comemoração ao aniversário de 114 anos, o IZ (Instituto de Zootecnia) de Nova Odessa inaugurou ontem (15) o seu laboratório de forragicultura, espaço para desenvolvimento de novas pesquisas nos sistemas integrados de produção agropecuária. O descerramento da placa foi feito pelo diretor geral do IZ, Luiz Marques da Silva Ayroza; pela secretária-executiva de Agricultura e Abastecimento do Estado, Gabriela Chiste; e pelos secretários municipais Wagner Morais (Governo) e Edson Barros, o Nenê Gás (Meio Ambiente) – que representaram o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza -, além dos vereadores Vagner Barilon e Avelino Xavier, o Poneis.

O novo Laboratório de forragicultura ampliará a capacidade de análises do “Banco Ativo de Germoplasma”, o único em diversidade de espécies forrageiras tropicais da América Latina. A reestruturação do laboratório foi possível com o investimento de R$ 602 mil provenientes do total dos R$ 11,665 milhões – aporte financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), destinados para a idealização de todo o Plano de Desenvolvimento Institucional em Pesquisa do IZ (PDIP/IZ), firmado 2018.

“A história do IZ caminha paralela à história de Nova Odesa, pois ele iniciou suas atividades apenas dois meses depois da fundação da nossa cidade, em 1905. E o IZ é pioneiro na pesquisa científica mundial em produção de animal sustentável”, disse Morais. “O IZ vem cumprindo com a sua função, que é estabelecer um compromisso mais forte com seus usuários e solucionar problemas do dia a dia do produtor rural”, completou Barros

.O PDIP/IZ prioriza três áreas estratégicas – Produção Sustentável de Carne, Produção Sustentável de Leite e Sistemas Integrados de Produção Agropecuária –, que potencializam o desenvolvimento das ações de pesquisa já em andamento. Todas as áreas estão alinhadas com a missão institucional, com os programas estratégicos da Secretaria de Agricultura e com as políticas públicas do Estado de São Paulo.

A readequação da estrutura possibilitou modernizar os equipamentos, a estrutura civil e elétrica. Toda essa atualização colabora ainda mais para ampliar as parcerias com empresas públicas e privadas, para desenvolver pesquisas estratégicas com lançamento de novos cultivares.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

A diretora do Centro de Pesquisa de Nutrição Animal e Pastagem, Luciana Gerdes, destaca que o novo laboratório possibilitará ampliar a capacidade de análises dessas plantas, “permitindo maior eficiência e qualidade nos resultados das pesquisas que envolvem novos cultivares”.

PESQUISAS

Luciana explica que a área estratégica denominada Sistemas Integrados de Produção Agropecuária foi iniciada e definida como prioridade no IZ, em 2014, “devido à grande importância para a produção de alimentos de origem animal e vegetal de forma sustentável”. “Apenas 5,7 % da área destinada à agropecuária no Estado de São Paulo são provenientes de algum tipo de integração, demonstrando a necessidade de investimentos em pesquisa e conciliação com difusão de conhecimento técnico e capacitação pessoal”, ressalta.

“Todo o investimento amplia a capacidade de novos estudos nas áreas de identificação e desenvolvimento de plantas forrageiras com potencial de produção de sementes resilientes em relação às mudanças climáticas, salientando o gás carbônico (CO2) e o déficit hídrico, com eficiente uso de nutrientes e desenvolvimento de biotecnologias para redução do uso de insumos agrícolas, abastecendo, assim, com novos cultivares os projetos inseridos nos Sistemas Integrados de Produção, para atender as demandas do estado de São Paulo e do Brasil”, detalha.

*Com informações da assessoria de imprensa do IZ (Instituto de Zootecnia).