in

Município tem saldo positivo pelo 4º mês seguido, gera 399 empregos em outubro e se destaca na RMC

O setor que mais abriu postos de trabalho foi a indústria, com 234 empregos. Em seguida, vieram serviços, com 111 e o comércio, 46

top-3-na-rmc-nova-odessa-e-a-cidade-da-rpt-que-mais-gera-empregos-jno
Publicidade
detran-jno

Nova Odessa registrou saldo positivo pelo quarto mês consecutivo e segue entre os municípios que mais geram empregos na RMC (Região Metropolitana de Campinas), mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. De acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Economia, o ‘Paraíso do Verde’ criou 399 vagas com carteira assinada em outubro, o sexto melhor resultado no ranking de 20 cidades do grupo metropolitano.

O saldo positivo de 399 empregos é resultado de 1.143 admissões e 744 desligamentos formalizados entre os dias 1º e 31 de outubro, conforme aponta o Painel de Informações do Novo Caged. O setor que mais abriu postos de trabalho foi a indústria, com 234 empregos. Em seguida, vieram serviços, com 111 e o comércio, 46.

Depois de gerar 409 vagas em fevereiro, o município iniciou uma trajetória de queda de quatro meses, em razão da pandemia, e retomou a geração de emprego em julho, com o início da retomada econômica avalizada pelo ‘Plano São Paulo’. De lá pra cá, foram 1.645 postos abertos (260 em julho, 479 em agosto, 507 em setembro e 399 no mês passado).

Na Região Metropolitana de Campinas, Nova Odessa é a cidade com menos de 100 mil habitantes – tem 60,1 mil – que mais abriu vagas em outubro, atrás apenas de Campinas (3.304), Americana (723), Indaiatuba (720), Sumaré (580) e Hortolândia (424).

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico e Gestão Social da Prefeitura, Regina Pocay, os números mostram a consolidação desse momento de retomada no município. “Conversando com os empresários, percebemos que eles estão contratando, respeitando os protocolos sanitários estabelecidos pela Vigilância Sanitária, e esperançosos de que a economia readquira seu ritmo normal”, afirmou Regina Pocay.

No Brasil, segundo o Caged, foram criadas 394.989 vagas com carteira assinada em outubro. A exemplo de Nova Odessa, é o quarto mês seguido que o país tem mais admissões do que desligamentos. Foram 1.548.628 contratações e 1.153.639 demissões. Em outubro de 2019, foram gerados 70.852 empregos formais.