in

Município atinge o menor índice histórico em perdas de água tratada na rede

Equipe do Programa Reágua e do Banco Mundial constata perda de apenas 95 litros por ligação/dia

Em 2013 uma equipe de técnicos do Banco Mundial (BIRD) esteve em Nova Odessa verificando as perdas de água no sistema de abastecimento do município, através do Programa Reágua (Programa Estadual de Apoio à Recuperação de Águas). Com metodologia internacional utilizada, houve a constatação da perda de 235 litros por ligação por dia. E após quatro anos, agentes verificadores retornaram e atestaram a eficiência no desempenho dos trabalhos, com a redução para 95 L/lig/dia.
O Programa Reágua tem por objetivo contribuir para ampliação da disponibilidade de água nas bacias com maior escassez hídrica, através do apoio a projetos e ações que se proponham a aumentar a quantidade de água e melhorar a qualidade com sistemas públicos de tratamento de esgotos, envolvendo os prestadores de serviços de saneamento.
A medição do índice para gestão de perdas de água através de Litros/ligação/dia atende à IWA (International Water Association), que não recomenda a utilização do percentual (%), somente quando for expressar valores associados ao faturamento da empresa. O Indicador Específico de Perdas por Ligação (ou ramal) de Água, em L/lig/dia, é mais adequado para regiões metropolitanas e mais adensadas.
A Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) havia firmado contrato com a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, para implantar ações de controle e redução de perdas reais de água. O Plano de Implantação e Metas (PIM) foi atendido junto ao Programa Reágua e o Município apresentou a redução de 139 L/lig/dia, nos quatro anos de ações e obras realizadas.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

REDUÇÃO
Segundo o diretor-presidente da Coden, Ricardo Ongaro, o resultado é expressivo e confirmado por órgãos de credibilidade. “Os representantes do Banco Mundial nos disseram que, dentre vários municípios aferidos, Nova Odessa apresentou um dos menores índices de perdas de água do Estado de São Paulo”, ressalta Ongaro. “Foi uma redução significativa, fruto de muito esforço”, acrescenta.
Nos últimos anos, Nova Odessa investiu mais de R$ 20 milhões na redução de perdas, em benfeitorias como troca de rede no Centro e bairros Vila Azenha, Jardim Flórida, Fadel, Santa Rosa, Bela Vista, Éden, São Manoel e São Jorge, além da substituição de adutoras e hidrômetros, pesquisa de vazamentos, monitoramento de pressões, setorização e a instalação de VRPs (Válvulas Redutoras de Pressão).
“Os últimos anos foram de fortes investimentos da Companhia em obras e desenvolvimento de tecnologias”, ressalta Ricardo Ongaro. “Por exemplo”, cita o dirigente da Coden, “foi reduzida a pressão da rede de todos os bairros no período noturno, com a instalação de VRPs automatizadas, diminuindo as perdas”.
Como de noite e madrugada o consumo de água é menor, a pressão na rede aumenta, mas as válvulas mantêm o equilíbrio e reduz a incidência de vazamentos e rompimentos.
Presidente do Consórcio PCJ (Consórcio das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), o prefeito de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza, destacou os investimentos feitos no Município. “O combate às perdas reais e aparentes no sistema de abastecimento de água teve um diagnóstico correto e ações concretas, que resultaram na significativa redução”, reforça. “Estamos investindo para garantir a disponibilidade atual e futura de água à nossa população”, finaliza.