in

Morais vai ao MP contra gasto para ‘pintar a cidade’ de azul

Vereador protocolou representação na Procuradoria Geral de Justiça; tintas foram compradas com dinheiro público

morais-vai-ao-mp-contra-gasto-para-pintar-a-cidade-de-azul-jno
Publicidade
detran-jno

O vereador Wagner Morais protocolou representação junto à Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo solicitando avaliação e possível instauração de ação por improbidade administrativa contra o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), por conta do que chamou de desperdício de dinheiro público para pintar a cidade na cor azul, cor do partido do atual prefeito.

Morais destaca na ação que existia um contrato válido, assinado no ano passado, para que a prefeitura comprasse tintas em tons de verde e cinza. No entanto, todo os itens previstos no contrato que tinha validade de um ano foram comprados de uma única vez, “sem a comprovação da efetiva necessidade”,  totalizando despesa de R$ 64,2 mil.

“Além disso, há informações de que a quantidade de tinta entregue no Almoxarifado Central é divergente da quantidade determinada na ata de registro de preços, bem como, as cores das tintas adquiridas pela Administração Pública não correspondem às cores especificadas no edital e na ata de registro de preços originárias da aquisição”, afirma o vereador na representação.

Para Morais, na condição de prefeito, Leitinho está fazendo promoção pessoal com uso do dinheiro público ao pintar, nas cores de seu partido, prédios e bens públicos, portais, bancos, floreiras de canteiros das avenidas, entre outros.

Morais ainda destaca que alguns imóveis foram pintados mesmo sem necessidade de reforma. “É o caso do velório municipal, que tinha acabado de ser pintado de verde e nem tinha sido inaugurado ainda. A obra estava nova e pintaram de azul. Qual a necessidade disso se não a promoção pessoal do prefeito?”, questionou o vereador.

O vereador ainda lembra que Nova Odessa é também conhecida como “Paraíso do Verde”, sendo assim, admissível que as obras e os prédios públicos fossem pintados na cor verde, cor padrão de prédios públicos antes do início do mandato de Leitinho.

Na representação o vereador incluiu fotos do velório, do cemitério, de dois portais de entrada da cidade, do Ambulatório de Especialidades Médicas, do Ginásio de Esportes “Jaime Nércio Duarte”, do Estádio Municipal Natal Gazzetta, do refeitório dos servidores públicos, da Avenida João Pessoa, dos bancos da Praça dos Três Poderes e de outras praças.

“Solicitamos apuração e fundamentamos a denúncia. Agora aguardamos as providências do Ministério Público contra essa despesa que, ao nosso ver, é completamente desnecessária”, completou Morais.

Procurada, a prefeitura disse que suas ações administrativas estão pautadas pela legalidade. “Especificamente sobre a questão apontada, assim que notificado pelo Ministério Público, a Prefeitura prestará todas as informações através das secretarias envolvidas”, informou a assessoria de imprensa.