in

Moradores descartam lixo e entulho a 200 metros de ecoponto em Nova Odessa; ato está sujeito a multa

Um dos pontos fica em uma área verde, ao lado do campo de futebol do bairro

moradores-descartam-lixo-e-entulho-a-200-metros-de-ecoponto-em-nova-odessa-ato-esta-sujeito-a-multa-jno
Publicidade
detran-jno

Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente, Parques e Jardins de Nova Odessa flagraram dois descartes irregulares de lixo e entulho na quarta-feira (17), no Jardim São Jorge. Entre os resíduos havia até colchões e móveis velhos. Os resíduos sólidos foram depositados a pouco mais de 200 metros de um dos ecopontos do município, que funciona desde janeiro no Parque Triunfo para atender a demanda dos moradores daquela região.

Um dos pontos fica em uma área verde, ao lado do campo de futebol do bairro. O outro, na calçada de uma rua. Nos locais, funcionários da secretaria recolheram lixo comum, materiais recicláveis, brinquedos, colchões, roupas, calçados, móveis velhos, pedaços de madeira e objetos que, com a ação da chuva, podem se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

O secretário de Meio Ambiente, Edson Barros de Souza, o “Nenê Gás”, alerta para os problema gerados pelo descarte irregular. “Além de dar um aspecto negativo ao bairro e à cidade, os atos colocam a saúde pública em risco e podem causar enchentes, uma vez que, com a chuva, esses materiais vão para as galerias e entopem a tubulação”, alertou o secretário, que pediu a colaboração da população.

Nenê Gás lembra que a Prefeitura de Nova Odessa investiu R$ 97,7 mil no segundo ecoponto da cidade – na Rua Frederico Hansen, 22, no bairro Triunfo – justamente para dar à população condições de fazer o descarte correto. “O Ecoponto 2 fica ao lado, a 200 metros de onde ocorreram os descartes. Por isso, peço para que os moradores utilizem e nos ajudem a manter a cidade limpa, segura e livre de doenças”, afirmou ele, lembrando que o lixo comum, como brinquedos, embalagens e demais resíduos domésticos, deve ser depositado em lixeiras para coleta realizada pela Coden Ambiental.

Com capacidade para receber 500 toneladas de resíduos por mês, o Ecoponto Triunfo funciona de segunda a segunda, das 7h às 19h, e conta com câmeras de segurança. O espaço recebe materiais recicláveis como papel, papelão, plástico, vidro, metal e isopor; resíduos de construção civil (até 1m³ por pessoa/dia); madeira e móveis usados; restos de poda; óleo de cozinha (embalado em garrafa PET); roupas; eletrônicos e pneus. O Ecoponto 1 fica na Rua Vilhelms Rosenbergs, s/nº, no Jardim Monte das Oliveiras.

DESCARTE CORRETO. A Secretaria de Meio Ambiente informa que, caso o morador precise de ajuda para fazer o descarte, basta ligar no telefone 3476-5728. Se o material for reciclável, ele pode entrar em contato com a CooperSonhos (3476-5506). Animais mortos são recolhidos pelo Setor de Zoonoses, mediante solicitação pelo número 3466-3972. A destinação correta de pilhas e baterias – além dos ecopontos – pode ser feita em contentores instalados em espaços públicos como Paço Municipal, Secretaria de Educação e no Parque Ecológico ‘Isidoro Bordon’. Já lâmpadas fluorescentes devem ser descartadas no ponto de coleta da Reciclus, no supermercado São Vicente, na Ampélio Gazeta 2.799.

MULTA. O autor de descarte irregular resíduos está sujeito a multa, conforme previsto no artigo 2º da lei municipal municipal 2.883/2014, que disciplina a limpeza e conservação de áreas públicas e particulares. As multas variam de R$ 500 (primeira infração) a R$ 5 mil (em casos de reincidência).