Matsubara vence o UVA e conquista bicampeonato de veteranos em Nova Odessa

O presidente do Matsubara, Valdecir Viana, o ‘Joia’, destacou a campanha perfeita. “Campeão invicto, com goleiro menos vazado e artilheiro; isso não é pra qualquer um

O Esfer/Matsubara é bicampeão de veteranos de Nova Odessa. A equipe comandada pelo técnico Vitor Consulin, o “Vitão”, venceu o arquirrival Unidos da Vila Azenha por 3 a 1 no último sábado (24), no Estádio Municipal “Natal Gazzetta”, o campo do Progresso, e ampliou seu acervo de troféus conquistados no futebol amador do município.

Apesar do placar ligeiramente folgado, o jogo não foi fácil para o Laranja Mecânica, que chegou à final invicto, com apenas um empate, o melhor ataque e a zaga menos vazada do campeonato. Depois de um início truncado, com faltas no meio de campo, o Matsubara abriu o placar aos 9 minutos. Após cruzamento da direita, o meia Everton – com passagens por clubes como Rio Branco (Americana), Bragantino, Ipatinga e Brasiliense – testou firme para o fundo da rede do goleiro Glauco: 1 a 0 Matsubara.

O UVA assimilou rapidamente o gol e partiu para o ataque. Aos 21min, o atacante Nickson, artilheiro do time no torneio, recebeu livre na grande área e bateu forte, rasteiro, no lado esquerdo do goleiro Sandrinho. Tudo igual no Progresso: 1 a 1.

O segundo tempo mal começou e o Matsubara mostrou a que veio. Logo aos 4 minutos, o lateral esquerdo Flavinho recebeu no meio de campo, passou por dois marcadores, chegou à linha de fundo e cruzou para o atacante Jé, vice-artilheiro do campeonato, se antecipar à zaga e bater no canto direito do goleiro Glauco: 2 a 1 Matsubara.

A partir daí, o Laranja Mecânica passou a ditar o ritmo a partida. O Unidos da Vila Azenha tentava sair e pressionar o adversário, mas sofria com as arrancadas de Jé e Flavinho. Em um desses contra-ataques, aos 17min, a zaga do Sapão fez falta na entrada da área. Aí, apareceu o talento do meia Walquinho, que já defendeu clubes brasileiros e estrangeiros como Atlético-MG, Náutico, Juventude, Santo André e Ajax (Holanda). O camisa 8 bateu com perfeição, por cima da barreira, no ângulo direito do goleiro Glauco: 3 a 1.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

Com o terceiro gol, o Matsubara tocou a bola e deixou a festa com a torcida laranja, que lotou a parte central da arquibancada do estádio. “Ô, o campeão voltou, o campeão voltou!” Para o atacante Alex, artilheiro do campeonato com 8 gols, a vitória é fruto da concentração da equipe. “Nosso time veio focado desde o início do campeonato. Apesar de termos vencido eles na primeira fase, sabíamos que a final seria um jogo diferente, pois o UVA é uma equipe muito qualificada. Mas, conseguimos impor o ritmo desde o começo do jogo e sair com a vitória”, comentou Alex, logo depois da partida.

O presidente do Matsubara, Valdecir Viana, o ‘Joia’, destacou a campanha perfeita. “Campeão invicto, com goleiro menos vazado e artilheiro; isso não é pra qualquer um. Quero parabenizar essa rapaziada e toda diretoria pela determinação e empenho de todos. Agora, vamos pensar no Amador, que vai ser muito forte este ano”, disse Joia.

O goleiro Glauco, do UVA, admitiu a superioridade do adversário. “Eu agradeço aos meus companheiros pela entrega no jogo e à torcida do UVA pelo apoio que nos deu. A equipe deles é excelente. Parabéns pra eles. Agora vamos para a próxima”, afirmou.

“O Matsubara, mais uma vez, mostra sua força no futebol de Nova Odessa. É um título merecido. Parabéns à diretoria e aos jogadores do clube pelo título e também ao Unidos da Vila Azenha, que fez um belíssimo campeonato e uma final bem jogada, com respeito e raça”, avaliou o secretário de Esportes, Cultura Lazer e Turismo, Levi Tosta.

O jogo de sábado foi transmitido ao vivo pela Prefeitura de Nova Odessa, por meio de sua página oficial no Facebook. O torneio foi organizado pela Secretaria de Esportes. É o segundo título consecutivo do Laranja Mecânica na competição. No ano passado, a equipe do Jardim Eneides levou o campeonato ao bater o UVA por 4 a 2 na decisão.