Hospital passa pela maior reforma e ampliação em quase 32 anos de funcionamento

A primeira etapa das obras já foi entregue: a construção de uma nova sala de espera totalmente integradas aos quatros consultórios reformados e enfermaria

No dia 19 de julho, o Hospital e Maternidade Municipal ‘Dr. Acílio Carreon Garcia’ vai completar 32 anos em funcionamento. E a principal unidade de saúde de Nova Odessa passa, atualmente, pela maior obra de reforma e ampliação de sua história. Graças a uma parceria entre a Prefeitura e a iniciativa privada, serão investidos até o segundo semestre de 2020 cerca de R$ 2,5 milhões para proporcionar mais conforto, privacidade aos pacientes e melhorar o fluxo de atendimento.

A primeira etapa das obras já foi entregue: a construção de uma nova sala de espera totalmente integradas aos quatros consultórios reformados e enfermaria. “Sempre fui atendida aqui no hospital, mas é a primeira vez que uso a sala. Ficou um ambiente bem agradável, está ótima”, avaliou a dona de casa Gislene Cavichiolli, moradora do município. “A nova sala de espera ficou muito boa. Para quem está debilitado e tem de esperar, faz uma diferença muito grande estar num ambiente confortável”, disse a ajudante-geral Lucilene Palma, residente no Jardim São Manoel.

Quem trabalha no Hospital também aprovou a reforma. Para o cirurgião-geral Lucas Isepon, o funcionamento da nova sala de espera “melhorou demais” o fluxo de atendimento. Segundo ele, além de tirar os pacientes do corredor, em contato com pessoas acidentadas e recebendo medicação, o espaço permite que pacientes e médicos tenham mais privacidade. “Sem dúvida, essa etapa da reforma do hospital foi benéfica para os dois lados”, analisou o plantonista.

“Quando eu peguei uma folha em branco e comecei a desenhar como seria a reforma e ampliação do hospital, não conseguia imaginar que ficaria desta forma, uma obra fenomenal. Hoje é um dia de emoção para a Secretaria de Saúde de Nova Odessa. A população e os servidores do hospital estão ganhando muito com essa obra, uma obra de acolhimento, uma obra de humanização do atendimento”, disse o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

“Nosso hospital tem mais de 30 anos e precisava muito dessa reforma e ampliação. Atendemos hoje, em média, 300 pacientes por dia e cerca de 9 mil por mês com a mesma estrutura. Esses trabalhos trarão, não só mais qualidade no atendimento, mas também uma humanização muito maior na relação entre funcionários e pacientes”, salientou Cocato.

PRONTO-SOCORRO

No Pronto-Socorro, por exemplo, está prevista a troca de todo o piso, com instalação de pastilhas nos consultórios, corredores, salas de espera e banheiros, além da ampliação das salas de observação (garantindo mais 2 novos leitos) e a construção de uma sala de espera para atendimento médico. Os pacientes, depois da triagem, vão esperar atendimento nesta sala, o que é uma novidade.

MATERNIDADE

Já na maternidade, destaque para a construção de uma nova sala de pós-parto, com banheiros adaptados, área de luz, cadeiras de amamentação e trocadores. Ela terá capacidade para 8 leitos, ou seja, o dobro da atual, e a construção de uma nova recepção – com banheiros adaptados – para os visitantes dos pacientes internados na clínica. Ela ficará do lado oposto em relação à atual recepção.

Publicidade
instituto_728x90_60kb