in

Hospital e Maternidade fez perto de 1 milhão de atendimentos em 2020

Número de médicos cresceu 13,5% em relação a 2019; por outro lado, quantidade de internações e mortes diminuíram na principal unidade de saúde de Nova Odessa

hospital-e-maternidade-fez-perto-de-1-milhao-de-atendimentos-em-2020-jno
Publicidade
detran-jno

Classificado como unidade de médio porte, o Hospital e Maternidade Doutor Aclílio Carreon Garcia fez ao longo de todo o ano passado 972.544 atendimentos através do SUS (Sistema Único de Saúde). Esse número representa um aumento de 220% em relação a 2019 e é quase igual ao volume registrado pelo Hospital Municipal Doutor Waldemar Tebaldi, da vizinha Americana – que encerrou o ano passado com 1.005.572 atendimentos – e quase duas vezes maior do que os atendimentos prestados pelo Hospital e Maternidade Mário Covas, na também vizinha Hortolândia. A diferença está no número de leitos: enquanto Nova Odessa dispõe de 55, Hortolândia tem 76 e Americana, 121.

Os dados estão disponíveis no chamado “Painel da Saúde”, ferramenta desenvolvida pelo Tribunal de Contas do Estado com objetivo de apresentar um panorama da assistência hospitalar pública prestada aos cidadãos. O levantamento foi extraído a partir das bases de dados e de informações colhidas junto ao Ministério da Saúde e às secretariais municipais da Saúde. Não estão incluídos no painel os hospitais de entidades sem fins lucrativos ou filantrópicos, como as Santas Casas.

De acordo com a ferramenta do TCE, de janeiro a dezembro do ano passado, entre atendimentos, consultas e exames, a produção ambulatorial, a produção ambulatorial do Hospital e Maternidade de Nova Odessa chegou a 972.544, contra 303.516 no mesmo período de 2019. Foram 1.259 internações, que totalizaram 4.953 dias de permanência – média de 3,9 dias por internação – e 87 mortes, proporcionando uma taxa de mortalidade de 6,91%, menor do que a taxa de 2019, que ficou em 7,57% – 102 óbitos entre as 1.348 internações.

Ainda segundo o levantamento do tribunal, 168 médicos prestaram assistência à população novaodessense entre janeiro e dezembro do ano passado, o que representa um aumento de 13,5% em relação a 2019, quando esse número ficou em 148.

 

FUNCIONALIDADES

A plataforma ‘Painel da Saúde’ possibilita obter informações, por meio de números e gráficos, acerca do atendimento prestado nos hospitais públicos. A interface conta com uma ferramenta de busca por hospital que possibilita ter acesso a dados para análise do atendimento prestado e dos recursos hospitalares disponíveis, como, por exemplo, a quantidade de médicos que prestam assistência e o total de internações, consultas e exames realizados.

Com a busca individualizada, é possível visualizar detalhes sobre os tipos de leitos (de internação, cirúrgico) e de equipamentos (tomógrafo, aparelho de ressonância magnética, ultrassom com doppler colorido e ecógrafo) disponíveis em cada hospital.