Firme no combate às perdas, Nova Odessa vai substituir mais 6 km da rede de água

Ordem de serviço assinada ontem, dia 23, prevê investimento de R$ 3,2 milhões na modernização da tubulação do Jardim Santa Rosa, um dos mais antigos da cidade

O prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza assinou na manhã desta segunda-feira (23) a ordem de serviço para o início da troca da rede de distribuição de água do Jardim Santa Rosa. A modernização da tubulação de um dos bairros mais antigos da cidade receberá investimento de R$ 3,2 milhões e contará com recursos repassados pela Fundação Agência de Bacias PCJ (rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí). Também participaram do ato o diretor-presidente da Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa), Ricardo Ongaro, representantes da Cadre Engenharia, empresa que venceu a licitação para execução da obra, vereadores, secretários municipais.

“A modernização da rede de água do Jardim Santa Rosa é mais uma obra planejada, que faz parte de um conjunto de intervenções que estamos fazendo para preparar Nova Odessa para os próximos dez, quinze anos. Isso é gestão. Em seis anos, investimos mais de R$ 50 milhões em obras de saneamento e vamos continuar investindo, para que todo novaodessense tenha água encanada e esgoto coletado e tratado”, afirmou o prefeito Bill, durante a assinatura da ordem de serviço realizada em seu gabinete.

De acordo com o diretor-presidente da Coden, o projeto para modernização da tubulação do Santa Rosa foi selecionado entre dezenas de outros apresentados à Agência PCJ por mais de 40 municípios. “Nos últimos dez anos, graças ao planejamento, à gestão do prefeito Bill e ao trabalho do nosso corpo técnico, temos conquistado repasses importantes. Essa obra vai nos ajudar a reduzir ainda mais o índice de perdas de água tratada, que era de 45,1% em 2012 e fechou 2018 em 26%”, disse Ricardo Ongaro, lembrando que a companhia tratava 17 milhões de litros por dia para atender a população em 2013 e hoje, com a diminuição das perdas, trata, em média 14,5 milhões para atender uma população maior.

O secretário de Obras, Projetos e Planejamento Urbano, Elvis Garcia, o “Pelé”, exaltou o momento pujante do município. “Nova Odessa se desenvolve com responsabilidade. Na semana passada, iniciamos a etapa final da ETA Santo Ângelo, segunda estação de tratamento de água, que vai ampliar em 25% nossa capacidade de tratamento. São obras que acompanham o crescimento da cidade”, comentou Pelé.

Líder do governo na Câmara Municipal, o vereador Ângelo Roberto Réstio, o “Nenê Réstio, destacou o trabalho do chefe do Poder Executivo na construção de uma cidade sustentável. “O prefeito Bill tem se destacado no compromisso com a disponibilidade de água e o meio ambiente. Essa obra ratifica nossa posição entre os países com os menores índices de perda de água tratada do mundo, como o Canadá”, avaliou Réstio.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

O vereador Sebastião Gomes dos Santos, o “Tiãozinho do Klavin”, parabenizou a Coden e o prefeito Bill pela conquista do investimento. “Receber verba num momento como esse é muito importante. A população só tem a agradecer”, emendou Tiãozinho.

A assinatura foi acompanhada ainda pelos secretários Vanderlei Cocato (Saúde), Wagner Morais (Governo), André Faganello (Chefia de Gabinete), Edson Barros de Souza, o “Nenê Gás” (Meio Ambiente), Júlio Camargo (Administração), Mara Beatriz Kilmeyers (Finanças), Levi Tosta (Esportes, Cultura, Lazer e Turismo), Alessandre Pimentel (Negócios Jurídicos) e Claudicir Brazilino Picolo (Educação).

OBRA VAI DURAR SEIS MESES

A obra do Jardim Santa Rosa prevê a substituição de 6,2 mil metros de tubulação, 1.298 ligações domiciliares e a implantação de 1,4 mil metros em trechos novos do bairro, ainda sem cobertura. A rede antiga, instalada há mais de 50 anos, dará lugar a tubos de PEAD (Polietileno de Alta Densidade), material de maior durabilidade. Serão contempladas 21 ruas do bairro, entre o Ginásio de Esportes ‘Jaime Nércio Duarte’ e a Rodoviária, beneficiando aproximadamente 50% da população do bairro. A outra metade foi atendida em 2015, quando a Coden trocou toda a tubulação do Jardim Bela Vista. Na ocasião, foram investidos R$ 4.110.093,60.

A intervenção foi orçada em R$ 3.220.000. Desse total, R$ 2.456.023,02 são provenientes da cobrança pelo uso da água em rios de domínio da União e do Estado de São Paulo (PCJ Federal e Paulista), compensação financeira/royalties do setor hidrelétrico (Fehidro) e R$ 763.976,98 de contrapartida da Coden. A cobrança pelo uso da água é gerenciada pela Fundação Agência das Bacias PCJ, cuja decisão de distribuição é feita pelos Comitês PCJ.

Nos últimos seis anos, a Coden substituiu mais de 50 quilômetros da rede de distribuição de água do município. Nos jardins Capuava e Alvorada, onde as obras começaram no ano passado e estão 97% concluídas, foram instalados 12,3 quilômetros de tubos de PEAD, além de 765 ligações domiciliares. O investimento total foi de R$ 5,119 milhões.