,

Ex-diretor do Pró Saúde de Nova Odessa terá que devolver R$ 1,4 milhão aos cofres públicos

José Lourenço Jorge Alvarenga terá que devolver aos cofres da Prefeitura do município aproximadamente R$ 1,4 milhão.

Servidores municipais de Nova Odessa decidem por greve

O ex-diretor da Associação Pró-Saúde de Nova Odessa, José Lourenço Jorge Alvarenga terá que devolver aos cofres da Prefeitura do município aproximadamente R$ 1,4 milhão. A decisão foi do juiz da 1ª Vara de Nova Odessa, Luciano Francisco Bombardier, que deu três dias ao ex-diretor para fazer a devolução.
Na decisão, o reembolso é uma forma de reaver as verbas aplicadas em 2008 e 2009 na gestão terceirizada do Hospital Municipal Doutor Acilio Carreon Garcia. O TCE (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) considerou a destinação irregular.
Pela irregularidade, o ex-prefeito Manoel Samartin (PDT) também já havia sido multado pelo TCE em R$ 10 mil. No entendimento do órgão, o ex-prefeito era responsável direto pela fiscalização da aplicação das verbas. Atualmente, o ex-diretor é médico concursado e continua atuando no Hospital de Nova Odessa.