in

Estratégia falha e Saúde pede agora que idosos agendem a dose extra na UBS 6

Nova Odessa foi a última cidade da microrregião a oferecer o reforço contra a Covid-19 e vinha “convocando” os moradores através de telefonemas; prefeitura diz agora que cadastros estão desatualizados

estrategia-falha-e-saude-pede-agora-que-idosos-agendem-a-dose-extra-na-ubs-6-jno
Publicidade
detran-jno

Depois de ser a última cidade da microrregião a iniciar a aplicação da chamada “dose extra” da vacina contra a Covid-19 nos idosos, Nova Odessa viu fracassar a estratégia de convocar os moradores por telefone e, nesta segunda-feira, lançou um apelo para que as próprias pessoas que já têm direito a “D3” (terceira dose) procurem a UBS 6 (Unidade Básica de Saúde) do Jardim Marajoara para que possam fazer o agendamento da imunização.

Segundo a Secretaria de Saúde, alguns usuários estão com cadastros desatualizados ou sem informações de contato, deixando a equipe técnica “sem alternativas” para o agendamento da nova fase de imunização dessas pessoas. O ritmo de aplicação da terceira dose também tem gerado reclamações entre os idosos. Nesta segunda-feira, por exemplo, apenas 25 pessoas nestas condições foram imunizadas. 

“É importante ressaltar que é obrigatório que a 2ª dose tenha sido feita há pelos menos seis meses para que a pessoa possa receber o segundo reforço”, informou a prefeitura. O agendamento de quem se enquadra nesses grupos já autorizados a tomar a “D3” deve ser feito através do telefone (19) 3466-1104, pelo e-mail [email protected] ou pessoalmente na UBS 6, que fica na Rua Aurélia de Paula Belinatti, nº 69, no Jardim Marajoara. Para o agendamento, as pessoas precisam informar nome completo, data de nascimento, data da 2ª dose da vacina e telefone para contato.

“Temos muita procura apenas pelo critério de idade, sendo necessário atentar para a data da última dose, uma vez que é imprescindível o intervalo obrigatório de seis meses após a última aplicação (a segunda dose). Para agendamento na UBS, é necessária a apresentação do comprovante da última vacina e um documento de identificação”, reforçou a secretária municipal de Saúde, Sheila Moraes.

Vigilância confirma mais 9 casos do novo coronavírus

 

O boletim diário da Vigilância Epidemiológica desta segunda-feira trouxe mais nove casos positivos de Covid-19 em moradores da cidade, além de mais nove moradores considerados curados da doença. Não houve novos óbitos de moradores confirmados desde o boletim de 72 horas antes.

Nova Odessa tem assim com 6.291 casos da doença desde o início da pandemia, em março de 2020, com 5.561 pessoas já consideradas curadas, e 243 óbitos. O número de moradores internados pela doença caiu dois, para 13 – sendo dois na UR (Unidade Respiratória do Jardim Alvorada) e 11 em leitos de UTI de hospitais de outras cidades.

A equipe da Secretaria de Saúde da Prefeitura que atua na Campanha de Imunização Contra a Covid-19 alcançou a marca de 77.686 vacinas aplicadas na população da cidade desde o início da campanha, em janeiro deste ano. Foram mais 451 doses das vacinas contra a Covid-19, sendo 40 doses iniciais (ou “D1”), 386 “D2” e 25 terceiras doses em idosos e pacientes imunossuprimidos graves.

Nova Odessa já aplicou 45.425 primeiras doses das vacinas disponíveis, o que representa 74,52% da população total da cidade, estimada no início da campanha pelo IBGE em 60.956 habitantes. Já são também 31.895 moradores com esquema vacinal completo (duas doses ou dose única), o equivalente a 51,68% da população, e 366 idosos e imunossuprimidos com a terceira dose.