in

Em Nova Odessa, draga intensifica trabalhos no Ribeirão Quilombo

O trabalho da draga teve início em abril deste ano e o objetivo é que a calha do ribeirão seja aprofundada em toda a extensão municipal.

Com a chegada do período mais chuvoso do ano, a Prefeitura de Nova Odessa, através da Secretaria de Obras, Projetos e Planejamento Urbano, está intensificando os trabalhos de dragagem, limpeza e desassoreamento do Ribeirão Quilombo no trecho que corta o município. A Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) capacitou um funcionário para trabalhar exclusivamente com o equipamento, que foi doado à prefeitura pelo DAEE (Departamento Estadual de Águas e Energia Elétrica), após pedido feito pelo prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza.
A draga iniciou os trabalhos em abril passado e está atuando na área do antigo matadouro, mas já passou pelos bairros Jardim Fadel, Flórida, São Jorge e Vila Azenha. O secretário de Obras, Projetos e Planejamento Urbano, Elvis Ricardo Garcia, o Pelé, esteve acompanhando o serviço na manhã desta terça-feira (30), ao lado do gerente técnico operacional Eric Pradela, e do gerente de serviços, Natalício Ferreira Marques, ambos da Coden. “É um trabalho contínuo e de extrema importância para Nova Odessa, ainda mais agora com a chegada da temporada de chuvas, que começou em outubro e vai até janeiro do próximo ano. Um serviço preventivo, para evitar que nossa cidade sofra com uma possível enchente nas áreas mais ribeirinhas”, explicou Pelé.

ABRIL

Publicidade
dom-bosco-jno

O trabalho da draga teve início em abril deste ano e o objetivo é que a calha do ribeirão seja aprofundada em toda a extensão municipal. Além de ajudar a evitar pontos de alagamentos e tirar os lixos e dejetos que se acumulam ao longo do ano, o trabalho de desassoreamento auxilia no combate a mosquitos transmissores de doenças e ainda animais peçonhentos. A ideia é principalmente combater enchentes em bairros considerados como ‘áreas de risco’.
“Ao contrário do que muitos pensam, desassorear o Quilombo e até ampliar a largura das margens não são as únicas soluções para as enchentes. Ajudam muito, claro, mas não bastam”, pondera o prefeito Bill. Conforme o prefeito de Nova Odessa e presidente do Consórcio PCJ frisa, o trabalho realizado envolve também o reforço do ‘cinturão verde’ no entorno do leito d’água, com plantios de árvores, e a construção de reservatórios.
O Ribeirão Quilombo nasce em Campinas e percorre também as cidades de Paulínia, Sumaré, Nova Odessa e Americana, onde deságua no Rio Piracicaba. São 50 quilômetros de extensão da nascente até a foz e a sub-bacia, que totaliza 396 quilômetros quadrados, engloba ainda o município de Hortolândia, sendo caracterizada por uma ocupação humana majoritariamente urbana.
Segundo destaca o prefeito Bill, a Administração Municipal tem realizado ações para a recuperação do Ribeirão Quilombo e busca a união regional de iniciativas para a recuperação do mesmo. “O importante é que estamos fazendo a nossa parte enquanto município e, através do Consórcio PCJ, contamos com a colaboração dos municípios vizinhos para salvar o Quilombo”, finaliza.