in

Eleitores idosos ou com necessidades especiais dão o exemplo ao votar

Caminhando devagar e com o auxílio de uma bengala, Francisco Cid, de 88 anos, fez questão de registrar seu voto este ano

eleitores-idosos-ou-com-necessidades-especiais-dao-o-exemplo-ao-votar-jno
Publicidade
detran-jno

Idosos e portadores de necessidades especiais deram um exemplo de cidadania em Nova Odessa. Durante a passagem da reportagem do Jornal de Nova Odessa pelas escolas do município, muitas pessoas com dificuldades de locomoção e também idosos, participaram do processo de votação na eleição deste domingo (15).

Caminhando devagar e com o auxílio de uma bengala, Francisco Cid, de 88 anos, fez questão de registrar seu voto este ano. “Eu sempre votei aqui na escola Dante, no Centro, mas este ano fui informado pela fiscal que meu setor de votação foi transferido para a escola que fica perto da Apae, lá no Klavin. Estou me dirigindo até lá para cumprir mais um ano minha obrigação cívica”. Cid completa mais um ano de vida no dia 30 de dezembro.

“Moro em Nova Odessa desde 1970, fui pastor da Igreja Batista Central e fundador da primeira creche de Nova Odessa, que fica ali na rua Herman Jankovitz. Começamos com 30 crianças, hoje a creche atende cerca de 250. Também estive na Argentina e no Paraguai nos anos 90. Fui o primeiro pastor da igreja dos letos, que não era leto. Tenho muito orgulho da minha cidade. Atualmente resido no bairro do Klavin”.

O cadeirante Willian Welsh, de 38 anos, também fez questão de frisar que cumpre com a obrigação cívica desde os 16 anos. “Estive em todas as eleições que ocorreram depois que completei a idade para poder votar e desta vez não seria diferente.” Welsh mora no jardim Bela Vista e vota na escola Dante Gazzetta.