Consimares promove capacitação para compostagem de resíduos em escolas da região

A compostagem é um processo que transforma lixo orgânico (resíduos de origem animal e vegetal como restos de alimentos) em adubo orgânico para parques, hortas e jardins

Com o objetivo de incorporar a compostagem ao cotidiano da população da região, o Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos) inicia nesta terça-feira (10), com duas atividades de capacitação, um projeto-piloto que vai envolver escolas públicas municipais dos sete municípios consorciados: Capivari, Elias Fausto, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré.

A compostagem é um processo que transforma lixo orgânico (resíduos de origem animal e vegetal como restos de alimentos) em adubo orgânico para parques, hortas e jardins. De acordo com o secretário-executivo do órgão, Fábio Orsi, a implementação do projeto começa na terça, às 9h, com um curso de capacitação para os profissionais que atuarão como multiplicadores nas sete cidades. “Cada município, por meio das secretarias de Educação e Meio Ambiente, indicou duas escolas, que serão representadas por professores, e técnicos ambientais que vão participar da oficina”, explicou Fábio Orsi. Segundo ele, a oficina terá aproximadamente três horas de duração.

A segunda etapa da capacitação ocorrerá a partir das 19h, com uma palestra com foco na compostagem doméstica. A atividade é aberta aos moradores dos municípios que integram o consórcio. A oficina e a palestra serão ministradas por Luana Garcia, representante de uma empresa especializada no processo de compostagem. “Tanto na oficina para técnicos e professores como na palestra para os moradores, vamos usar duas composteiras [máquinas de compostagem]: uma para fins pedagógicos, que é transparente e permite o acompanhamento de todo processo, e outra convencional, para mostrar como funciona o processo e os benefícios para o meio ambiente”, adiantou Luana.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

Segundo o superintendente do Consimares, Valdemir Aparecido Ravagnani, o “Mimo”, a ideia do projeto é mostrar que, além de materiais como papel, do plástico, do vidro e do alumínio, também é possível reciclar os resíduos orgânicos. “É uma meta estabelecida há nove anos, por meio da Política Nacional de Resíduos Sólidos (lei federal 12.305/10). Vamos começar pelas escolas e por formadores de opinião, mas o objetivo é expandir o processo a toda população. Todo mundo pode fazer a compostagem”, explicou Mimo.

Presidente do Consimares, o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza explicou que o projeto é uma das ações do consórcio para estimular os municípios da região de Campinas a processarem os resíduos orgânicos. “Temos trabalhado junto às prefeituras buscando ferramentas para a implementação de projetos que permitam a destinação correta de todo lixo produzido. Nesse processo, a participação de moradores, técnicos ambientais, estudantes e professores, que são agentes multiplicadores, é muito importante”, disse Bill.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Nova Odessa, Andréa Souza, destacou a importância da participação das pessoas na palestra de terça à noite. “É uma oportunidade de aprendermos uma forma de reduzir o descarte do lixo que produzimos, diminuir o impacto ambiental e ainda fazer adubo. Por isso, convido toda população de Nova Odessa e da região a ter essa experiência sustentável”, comentou a primeira-dama.

A oficina “Compostagem na Escola” e a palestra “Compostagem Doméstica” serão realizadas no auditório da Prefeitura de Nova Odessa, que fica na Avenida João Pessoa, 777, no Centro da cidade.