Com satisfação recorde, Nova Odessa tem água de melhor qualidade da RMC

Com 840 pontos, o município obteve pontuação recorde e lidera o ranking composto pelas 15 maiores cidades da Região Metropolitana de Campinas

A qualidade da água captada, tratada e distribuída pela Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) alcançou o maior grau de satisfação da população dos últimos quatro anos. É o que mostra a pesquisa divulgada esta semana pelo Instituto Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos), com base em levantamento feito no quarto semestre do ano passado. Com 840 pontos, o município obteve pontuação recorde e lidera o ranking composto pelas 15 maiores cidades da Região Metropolitana de Campinas.

Reconhecida na região de Campinas pela qualidade, a água novaodessense conquista grau de excelência (classificação atribuída aos setores que registram 800 pontos ou mais) desde que a pesquisa é realizada no município, em 2016. No entanto, o município tinha aferido um índice de satisfação tão alto. Até então, o maior resultado havia sido verificado no segundo trimestre de 2019, com 833 pontos. Em 2017, os índices de satisfação ficaram entre 800 e 819 pontos. Já em 2018 as pontuações ficaram entre 801 e 809 pontos.

Para chegar ao índice, o Indsat entrevistou 400 moradores de Nova Odessa. Noventa e cinco por cento deles avaliaram a qualidade da água como boa ou ótima, 4% como regular e apenas 1º reprovou o líquido que sai de suas torneiras. O índice de satisfação é resultado de um cálculo exclusivo que leva em conta os critérios avaliativos de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo”. A escala de pontuação do Indsat vai de 200 a mil pontos.

O prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza avaliou o recorde de aprovação da população como resultado dos investimentos feitos no sistema de abastecimento. “Quando você faz as coisas com planejamento e gestão, os resultados aparecem. Já investimos mais de R$ 36 milhões na modernização dos sistemas de captação, tratamento e distribuição, melhorando a qualidade da água e tornando nosso sistema mais seguro e eficiente. Os investimentos incluem a troca de 62 quilômetros de encanamento antigo, passível de vazamentos e rompimentos, por tubos modernos, que nos permitiu reduzir o índice de perdas entre os reservatórios e as casas dos consumidores de 45,1% para 26%”, afirmou o prefeito Bill.

O diretor-presidente da Coden, Ricardo Ongaro, endossou a avaliação do prefeito e destacou o investimento constante em tecnologia e ajustes nos processos de tratamento e controle de qualidade. “A água que produzimos começa a ser analisada nas represas, nos pontos de captação, e passa por centenas de análises antes de chegar à casa do consumidor. Tudo isso para assegurar o nível máximo de qualidade”, explicou Ongaro.

O Instituto Indsat analisa os índices de satisfação de 16 serviços públicos oferecidos em Nova Odessa e outros 14 municípios da Região Metropolitana de Campinas. Ao todo, 36 cidades do Estado de São Paulo fazem parte da cobertura do instituto.

Publicidade