Com Projeto Fênix, alunos aprendem a resolver problemas em sala de aula

No último dia 26, foi a vez de adolescentes da escola ‘Professora Dorti Zambello Calil” encerrarem o ano letivo

Mais uma turma de alunos de oficinas de educação emocional desenvolvidas por meio do “Projeto Fênix – Transformando Vidas” concluiu as atividades nesta quarta-feira (4). No 8º ano do ensino fundamental, alunos da Escola Estadual ‘Joaquim Rodrigues Azenha’ receberam certificados das mãos da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza, idealizadora do projeto. No último dia 26, foi a vez de adolescentes da escola ‘Professora Dorti Zambello Calil” encerrarem o ano letivo.

O encontro de formatura ocorreu na escola Joaquim, que fica no Jardim São Manoel, com a participação de Andréa Souza, a secretária-adjunta de Educação, Regina Pocay, a diretora da escola, Eliana Turcatto, e da professora responsável pelas oficinas, Priscila Paiva Grivol, que é coach, pós-graduada em neuropsicopedagogia e atua no Fênix como voluntária.

“O Projeto Fênix é realmente fantástico. Ele atua de várias formas e ajudou muito no crescimento dos alunos. Precisamos desse olhar diferente, para que nossas crianças sejam melhor preparadas para o futuro”, comentou a diretora da escola. Eliana Turcatto parabenizou a primeira-dama pelo projeto, o qual classificou como “grandioso”, e a agradeceu por contemplar a unidade escolar do São Manoel.

Na última aula do ano, os participantes das oficinas contaram como o Projeto Fênix mudou suas vidas. “A gente pôde expor os nossos problemas sem se identificar e contar com a ajuda da professora e dos colegas para resolvê-los, comentou Agatha. “Eu ouvi muitas coisas que não conhecia. Fui tentando aplicar em mim e hoje minha vida está bem melhor”, emendou Victor. “Achei que só eu tivesse problemas, mas descobri que todo mundo tem e que, com ajuda, conseguimos solucioná-los”, concluiu Arthur.

Num discurso emocionado, Andréa Souza agradeceu à professora Priscila, à diretora e os funcionários da escola e deixou uma mensagem aos alunos. “É um privilégio poder estar proporcionando essa oportunidade e participar da vida de vocês. A partir de agora, olhem para si mesmos, valorizem a família e as amizades, que são as coisas mais preciosas que nós temos”, destacou a presidente do Fundo Social de Solidariedade, que recebeu uma lembrança dos estudantes.

A professora voluntária se emocionou com o reconhecimento dos estudantes e da direção da escola. “Agradeço, mais uma vez, à primeira-dama Andréa pela oportunidade. Aprendi muitas coisas com cada um de vocês; experiências que carregarei para o resto da vida”, afirmou Priscila Paiva Grivol.

PROJETO

O Fênix foi lançado em março pela primeira-dama Andréa Souza com objetivo de auxiliar professores e alunos de escolas estaduais a lidarem com dilemas e problemas que surgem na adolescência. Além do coral, o projeto oferece aulas de grafite, judô, vilão, jiu-jitsu, oficina de inteligência emocional, teste vocacional, fanfarra, além de palestras sobre diversos temas ligados ao universo juvenil, como prevenção às drogas e depressão.

Além do Dorti e do Joaquim, também fazem parte do projeto as escolas João Thienne (Centro), Silvânia Aparecida Santos (Jardim Santa Luiza II), Geraldo de Oliveira (Monte das Oliveiras) e Alexandre Bassora (Planalto).

Publicidade