Cartão +Saúde: bloqueio gradual na rede pública de Nova Odessa começa nesta quinta-feira

Lembrando que o objetivo do recadastramento que vem sendo realizado pela secretaria é garantir o melhor atendimento para quem realmente mora em Nova Odessa

A Secretaria de Saúde de Nova Odessa dá início nesta quinta-feira (dia 15) ao bloqueio gradual dos serviços oferecidos pela pasta aos usuários da rede pública que não possuem o Cartão +Saúde. De acordo com o cronograma estabelecido pela prefeitura, o cartão passará a ser exigido a partir desta data para quem for agendar exames médicos. O bloqueio será realizado de forma gradual justamente para não prejudicar a população. Lembrando que o objetivo do recadastramento que vem sendo realizado pela secretaria é garantir o melhor atendimento para quem realmente mora em Nova Odessa.

“Nós estamos realizando desde dezembro de 2018 o recadastramento dos usuários da rede pública para a emissão do Cartão +Saúde e sempre deixamos bem claro a necessidade de a população procurar a Central de Atendimento porque, em algum momento, nós iríamos iniciar o bloqueio dos serviços oferecidos. Fizemos uma reunião para traçar esse cronograma e a exigência do cartão terá início pelo agendamento de exames, ampliando, de mês em mês, para outros serviços”, explicou o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato. “Faço questão de ressaltar mais uma vez que, em nenhum momento queremos causar qualquer tipo de transtorno ao usuário da rede pública, mas, sim, garantir o melhor e mais humanizado atendimento para quem realmente é de Nova Odessa. Nosso sistema de saúde não suporta mais atender pacientes de outras cidades”, emendou.

CRONOGRAMA

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

Ainda de acordo com o cronograma estabelecido pela Secretaria de Saúde, partir do dia 15 de setembro, o Cartão +Saúde também passará a ser exigido por quem precisar agendar uma consulta com médicos especialistas no Ambulatório de Especialidades Médicos. Para utilizar o transporte oferecido pela secretaria, o usuário precisará do cartão a partir do dia 15 de outubro. Sem o cartão, as consultas nas unidades básicas de saúde só serão realizadas até 15 de novembro. Já o dia 15 de dezembro é o prazo máximo para a retirada de medicamentos sem o cartão.

NÚMEROS

A Central de Atendimento da Saúde já realizou 19.429 atendimentos, com 18.271 cadastros homologados, sendo 5.614 só no mês passado. Do total de atendimentos, 57% são de mulheres e 43% homens. O Jardim São Jorge é o bairro que lidera em número de moradores recadastrados, com 1.500, seguido do Santa Rosa (1.480) e São Manoel (1.180). O objetivo da Secretaria é recadastrar 40 mil usuários até dezembro deste ano, número que corresponde a 70% da população de Nova Odessa.

A Central de Atendimento da Saúde funciona na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do CTVP (Centro de Treinamento e Valorização Profissional), que fica na Avenida Eddy de Freitas Crissiúma, 150, atrás do Hospital e Maternidade Municipal e da Prefeitura. Para retirar o cartão, basta o usuário da rede pública procurar a Central com RG (original), CPF (original) e comprovante de endereço no nome do requerente.