Carol Moura: ‘Nivaldo nunca pediu nada pela população, só por ele mesmo’

A vereadora ainda disse que o médico só se preocupa com interesses próprios

A sessão da Câmara de Nova Odessa da última segunda-feira, dia 7, foi marcada pelo discurso inflamado da vereadora Carol Moura (Podemos), no uso da tribuna livre, contra o médico e ex-vereador Nivaldo Luis Rodrigues, e também contra o ex-vereador Antônio Marco Pigato (PT). Carol disse, entre outras coisas, que o pedido de abertura de uma comissão processante contra o prefeito Bill no caso da internação do pastor Divair Moreira “não é a forma correta de se conseguir um lugar” e que faltou ao médico “caráter, princípio e dignidade”.

“Já estive ao lado (politicamente) do doutor Nivaldo, mas se você quer um lugar na política, entre no pleito. Convido a todos que queiram uma cadeira aqui na Câmara, para competir de novo”, disse Carol Moura, também indiretamente ao ex-vereador Antônio Marco Pigato, que assistia a sessão. Pigato foi candidato a vice-prefeito nas eleições de 2012, na chapa encabeçada pelo ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Dimas Starnini, preso na segunda-feira (7) em uma operação do Gaeco (órgão do Ministério Público especializado no combate à corrupção). Os dois tiveram pouco mais de 5,9 mil votos.

A vereadora elevou ainda mais o tom, quando disse que Nivaldo só se preocupa com interesses próprios. “Sempre deixei meu gabinete à disposição do doutor Nivaldo e ele nunca me procurou, nunca, pra pedir algo para a população. O doutor Nivaldo nunca me pediu nada, a não ser de interesse próprio”, afirmou Carol Moura. “Quando ele foi (trabalhar) no São Francisco, ele veio atrás de mim. Quando ele perdeu um dos cargos que tinha, ele veio até essa Câmara. Só veio pedir pra ele, nunca pediu nada pra cidade”, completou a vereadora.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

Carol, que votou contra o pedido de abertura da comissão processante contra o prefeito Bill, deixou claro ainda que considera injusta a representação feita por Nivaldo. “O Nivaldo quer ser prefeito e queria cassar o prefeito em cima de uma questão que está sob judice e que o Ministério Público já denunciou. E, além disso, ele é médico e a irregularidade que o nosso prefeito supostamente cometeu foi tentar salvar uma pessoa que estava no leito de morte. Cadê o caráter? Cadê a dignidade? Onde estão os princípios? Esse homem (Nivaldo), eu repito, nunca veio pedir nada para a cidade. Nunca”, esbravejou a vereadora.

Procurado, o ex-vereador Antônio Marco Pigato, também citado pela vereadora Carol Moura, “e o senhor Marco Pigato que esteve lado a lado do Dimas, que o exaltou como prefeito e que hoje esta na situação que esta, também deveria competir nas urnas se tem vontade de voltar para cá (Câmara), disse que a vereadora se excedeu em sua fala. “Foi um comentário muito infeliz por parte da vereadora Carol Moura. Ela, mais do que ninguém, só está preocupada com os próprios interesses. A partir do momento em que ela foi convidada a trabalhar na atual administração, ela mudou completamente seu comportamento na Câmara. Nos primeiros anos ela se preocupou em fazer oposição ao prefeito, mas depois que assumiu um cargo como secretária ela deixou de trabalhar pelo povo e traiu descaradamente os eleitores. E, na minha humilde opinião, ela não tem moral nenhuma para falar do Dimas, ou ela já se esqueceu do recente comportamento dela? Para mim, nenhum dos dois tem meu respeito”, disse o ex-vereador Pigato.

A reportagem do JNO tentou contato com o doutor Nivaldo, por telefone e através de email, mas até o fechamento da edição não obteve retorno.