in

Câmara aprova convênio para instalação de base dos Bombeiros

Projeto de lei foi protocolado com regime de urgência especial e foi aprovado por unanimidade

camara-aprova-convenio-para-instalacao-de-base-dos-bombeiros-jno
Publicidade
detran-jno

A Câmara de Nova Odessa aprovou, nesta segunda-feira (08/11), por unanimidade, o projeto que autoriza a formalização de convênio com o Governo do Estado de São Paulo para instalação de uma base do Corpo de Bombeiros Militares em Nova Odessa.
Na semana passada o tenente-coronel Carlos Eduardo Fanti, chefe de Segurança Municipal, o tenente coronel Harley Washington Ferreira, comandante do 16º Grupamento de Bombeiros do Interior, e o capitão dos Bombeiros Bruno César Penna Gobbo vistoriaram a área escolhida para sediar a corporação, na Avenida João Pessoa, próximo ao Fórum. Os três também acompanharam a sessão desta segunda-feira e, antes da sessão, fizeram uma explanação aos vereadores para explicar o projeto protocolado.
Durante a sessão, o vereador Antonio Alves Teixeira, o Professor Antonio explicou que a área – que tem cerca de 4 mil metros – vai abrigar também as sedes da Defesa Civil e da Guarda Civil Municipal. “Eu sempre acreditei que Nova Odessa poderia ter uma unidade do Corpo de Bombeiros. E buscamos isso há muito tempo”, afirmou.
O presidente da Casa, Elvis Ricardo Maurício Garcia, o Pelé, destacou que todo investimento em segurança traz um retorno imediato para a população. “Hoje nós aprovamos a autorização para a assinatura do convênio na esperança de que, no futuro, tenhamos homens e mulheres, extremamente respeitados, atuando diariamente no resgate a pessoas feridas e no combate a incêndios. Sabemos que nos dois casos, a velocidade e a qualidade do atendimento prestado podem significar vidas salvas e patrimônios preservados”, disse.
O vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin, afirmou que é “um prêmio que a cidade está recebendo”.
Paulo Bichof afirmou que é um “sonho antigo” dos moradores de Nova Odessa ter uma base do Corpo de Bombeiros. “Entendo que essa corporação poderá conviver com o bombeiro voluntário que já temos aqui na cidade. É o momento de unir forças, de agregar”, afirmou, fazendo referência ao Corpo de Bombeiros Voluntários que já existe na cidade.
“Pode parecer pouco, mas vidas serão salvas após a aprovação desse projeto de lei. Nós temos que olhar sempre à frente e essa é uma iniciativa que tem muito valor para a cidade. Um dos reflexos é o valor de seguros de empresas, de estabelecimentos comerciais, que com certeza terão redução após a instalação do Corpo de Bombeiros”, afirmou o vereador Wagner Morais.
O parlamentar Oseias Domingos Jorge também afirmou que é um “sonho realizado” e parabenizou a todos os envolvidos na conquista. “Agradeço ao tenente-coronel Harley por ter entendido que Nova Odessa precisava dessa unidade. Agradeço pelo carinho que o senhor está tendo com nossa cidade e quem ganha com isso é nossa população”, disse.
“Me sinto feliz e honrado em poder aqui hoje dar o meu voto para que se assine esse convênio. Todos nós já tivemos algum tipo de contato com alguma tragédia envolvendo incêndios. Sentimos na pele a necessidade de ter uma base desta corporação centenária e honrada instalada em nosso município”, disse o vereador Levi Tosta.
A vereadora Márcia Rebeschini destacou que uma base da corporação faz parte da “estrutura necessária para que a população viva bem”. “Temos que avançar para que nossa cidade venha a progredir cada vez mais”, disse.
“Fico feliz com essa notícia que já foi definida a área e que foi pautado hoje esse projeto de convênio entre Estado e Município. Certamente Nova Odessa ganha muito com isso”, afirmou o vereador Sílvio Natal, o Cabo Natal.
A previsão da corporação é que, finalizando toda a parte de análise estrutural e avalição de documentos legais, as obras sejam iniciadas no primeiro trimestre e a unidade inaugurada ainda no primeiro semestre de 2022.
De acordo com o tenente coronel Harley, a base no município deve contar com 14 soldados e dois veículos, sendo um de resgate e um de combate a incêndio. Pelo modelo de parceria em análise, o Estado pagaria salários e benefícios de seus próprios bombeiros. Já a construção do prédio, bem como o custeio das atividades, ficaria a cargo da Prefeitura – que por sua vez pode buscar apoio junto à iniciativa privada.
Atualmente, Nova Odessa conta com um grupo de bombeiros voluntários, com equipes para resgate e remoção de feridos leves. Casos mais graves, no entanto, demandam o acionamento da corporação estadual, cujas unidades mais próximas ficam sediadas em Americana e Santa Bárbara d’Oeste.