in

Bandidos encontram porta aberta, invadem casa e atiram em morador de 69 anos

Um dos assaltantes também pode ter se ferido durante a reação do aposentado

O aposentado Sebastião Masteguim, de 69 anos, foi baleado no pescoço por ladrões dentro de sua casa no jardim Planalto, por volta das 23h30 de segunda-feira, 23. Dois bandidos invadiram a residência depois de pularem o muro e terem encontrado a porta da sala aberta. As Polícias Civil e Militar receberam informações de pessoas que estavam na casa, que o idoso tentou impedir, com uma faca, que os bandidos fossem para outros cômodos e foi baleado. Depois do tiro, os ladrões fugiram com R$ 230 e um telefone celular. Masteguim foi socorrido para o Hospital Municipal e depois transferido para o Hospital São Francisco, em Americana. Até ontem, quarta-feira, 25, ele estava internado com estado de saúde regular, segundo a Polícia.
Os bandidos invadiram a casa na rua Benedito Capelato. Uma mulher de 26 anos que estava na sala junto com o aposentado contou aos policiais civis que apenas um dos assaltantes empunhava um revólver. Ainda de acordo com as informações obtidas pelos policiais, Masteguim com uma faca foi para o lado de um dos assaltantes. Foi quando ocorreu o disparo. As outras pessoas haviam corrido para um dos quartos e os ladrões tentaram entrar nas outras dependências da casa o que teria motivado o gesto do aposentado.
O idoso caiu e os bandidos pegaram o celular e o dinheiro. Eles correram do local. Enquanto era providenciado socorro para o aposentado, os ladrões, conforme testemunhas, escaparam em um Fiat Palio azul, placas com numeração 0414. Policiais militares prestaram atendimento às vítimas e passaram informes para outras equipes, que efetuaram rondas, entretanto não localizaram qualquer veículo com as características citadas por testemunhas.
Equipe da Polícia Técnico-Científica esteve na residência por solicitação da Polícia Civil. Os peritos constataram manchas de sangue na saída da casa e levantaram a hipótese de ser de um dos assaltantes, ferido com faca durante a reação do aposentado. Indícios deste sangue foram colhidos para análise laboratorial. Policiais militares não constataram existência de câmeras próximas do local do assalto. Com relação ao idoso, médicos verificaram que o projétil disparado da arma do ladrão ficou alojado no pescoço da vítima.
As pessoas não conseguiram descrever as características físicas dos ladrões por conta do pânico que se instalou no local.

Publicidade
instituto_728x90_60kb