in

Ampliação da ETE Quilombo alcança estágio de 35% dos trabalhos

Obra de R$ 6,8 milhões garantirá tratamento de esgoto a mais 20 mil pessoas

As obras de ampliação da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Quilombo, em Nova Odessa, atingiram o estágio de 35% do total. A benfeitoria tem investimento de R$ 6,832 milhões na implantação da 3ª fase da ETE e permitirá tratar mais 46 litros de esgoto por segundo, garantindo a disponibilidade do serviço a 20 mil futuros moradores, como forma de planejar o crescimento populacional pelos próximos anos.
A Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) aplica o recurso de R$ 5,997 milhões, obtido a fundo perdido da Cobrança PCJ Paulista do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), do Governo do Estado, com a contrapartida municipal de R$ 835 mil. Haverá a instalação de mais um reator anaeróbio/aeróbio, o 4º módulo do sistema U-BOX utilizado na ETE Quilombo.
Com a Estação de Tratamento de Esgoto funcionando de modo ampliado desde junho de 2015, Nova Odessa trata 100% do esgoto das residências, coletado na cidade. A capacidade atual do tratamento dos efluentes domésticos no Município é para aproximadamente 70 mil moradores, mas os efluentes industriais pré-tratados lançados na rede têm ocupado o ‘saldo’ existente hoje, diante de 57,5 mil habitantes.
“Em curto prazo estamos bem atendidos. Com mais esse módulo da ETE Quilombo estamos antecipando e planejando para médio e longo prazo. Dessa maneira teremos uma margem de alguns anos do crescimento populacional”, explica o diretor-presidente da Coden, Ricardo Ongaro. A previsão de concluir os trabalhos pelo Consórcio Acquadom, vencedor do processo licitatório, é o dia 4 de janeiro de 2018.
Engenheiro residente do Consórcio Acquadom, Bruno Ferro afirma que as obras de ampliação da ETE atingiram 35% do total. “Os trabalhos estão caminhando bem. Assim que concretar a 2ª etapa da parede haverá um salto grande na evolução da obra”, garante. “Dentro de um mês devemos chegar à metade e a evolução maior ocorrerá a partir de agosto, com a montagem dos módulos dos reatores”, acrescenta.
Presidente do Consórcio das Bacias dos Rios PCJ (Piracicaba, Capivari e Jundiaí), além do Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos), o prefeito de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza, destaca a importância da obra. “Investir no Saneamento Básico é garantir melhora nas condições de saúde e em qualidade de vida da população”, ressalta.
Conforme explica o prefeito, há dois anos o Município devolve uma água límpida e despoluída ao Ribeirão Quilombo, resultante do processo de tratamento do esgoto doméstico coletado. “Com a ampliação da ETE Quilombo estamos garantindo o tratamento de esgoto para as próximas gerações”, reforça Bill. “Nova Odessa cresce com responsabilidade e compromisso com o meio ambiente”, completa.

Publicidade
instituto_728x90_60kb