in

550 famílias de Nova Odessa têm até 6ª-feira para retirar cartões de monitoramento em Saúde do Auxílio Brasil

550-familias-de-nova-odessa-tem-ate-6a-feira-para-retirar-cartoes-de-monitoramento-em-saude-do-auxilio-brasil-jno
Publicidade
detran-jno

Termina nesta sexta-feira, dia 17 de dezembro, o prazo final para que as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família/Auxílio Brasil em Nova Odessa retirem o cartão de pesagem e monitoramento em Saúde. O atendimento acontece na Diretoria de Promoção Social da Prefeitura da cidade, na Rua Anchieta, nº 130, no Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h.

Segundo a Diretoria, das 916 famílias a serem monitoradas, apenas cerca de 40% retiraram o cartão até o momento – ou seja, cerca de 550 titulares ainda não cumpriram com essa obrigação.

O prazo terminaria originalmente no último dia 05 de novembro, mas foi estendido devido à baixa procura dos beneficiários da cidade. O monitoramento ocorre a cada seis meses e faz parte das chamadas “condicionalidades”, ou condições mínimas para a manutenção no Programa, e caso não seja realizado, o benefício pode até mesmo ser bloqueado.

“As famílias que estavam no Bolsa Família foram automaticamente migradas, por enquanto, para o Auxílio Brasil, e os critérios de atendimento e de acompanhamento ainda são os mesmos. Durante a pandemia, o monitoramento foi suspenso pelo Governo Federal, sendo retomado agora para o segundo semestre de 2021. Portanto, todas as famílias devem retirar seu cartão e comparecer na UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de casa”, explicou a assessora e gestora do Programa em Nova Odessa, Shirley Barbosa.

Segundo ela, o monitoramento faz parte das condicionalidades do programa, que incluem presença mínima de 75% a 85% nas aulas, na Educação, e a vacinação em dia, na Saúde. Esses critérios, por enquanto, permanecem no novo Auxílio Brasil”.

“A pessoa que não faz o monitoramento corre o risco de perder o novo benefício. É importante ressaltar isso a cada semestre, mesmo os beneficiários já tendo sido informados desde que entraram no programa sobre essas condições que eles devem cumprir semestralmente”, completou Shirley. Mais informações podem ser obtidas pelos beneficiários do Bolsa Família/Auxílio Brasil também pelo telefone (19) 3476-1358.

A princípio, o novo Programa Auxílio Brasil deve atender famílias com crianças ou jovens estudantes oriundas do Bolsa Família e com renda mensal per capita (por membro do mesmo núcleo familiar) de R$ 0,00 a R$ 100,00 (consideradas em “situação de extrema pobreza”), bem como aquelas com renda familiar mensal per capita de R$ 100,01 a R$ 200,00 (consideradas “pobres”).