in

VISITA OFICIAL

Bate-Rebate

VISITA OFICIAL
O deputado e presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris (PSDB), visitou ontem as obras da nova Etec (Escola Técnica Estadual) de Nova Odessa. Esta foi a primeira visita do deputado enquanto presidente da Alesp na cidade. A perspectiva é que em junho ou julho a importante obra para a cidade seja inaugurada com a ilustre presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

SEM NOVIDADES
A greve dos servidores públicos municipais de Nova Odessa, que durou uma semana e de concreto praticamente nada trouxe aos trabalhadores, reforçou apenas o que o prefeito Bill tem dito desde o início: que era um movimento político. A prefeitura tinha ofertado 4,7% de aumento em três parcelas, sendo a última em dezembro. O acordo aceito pelo sindicato uma semana depois do transtorno causado principalmente aos pais de crianças das escolas foi dos mesmos 4,7% só que em quatro parcelas, sendo a última em novembro.

SEM AMIGOS
Outro aspecto que reforça a tese de greve política é que no setor de ambulância, por exemplo, um dos poucos senão o único a aderir à paralisação foi o diretor sindical Polaco. Ele que foi candidato a vereador pelo grupo de oposição ao prefeito e o mesmo que moveu várias ações na Justiça Eleitoral contra o chefe do Executivo.

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

SEM ALIADOS
Outra curiosidade, a esposa de Polaco é professora na rede municipal de educação e ela trabalhou em alguns dias da greve. Outra curiosidade da greve é que a irmã e o cunhado do Dr. Nivaldo Rodrigues, candidato a vice-prefeito da oposição, também não aderiram ao movimento. Para completar: o presidente do sindicato , Carmo Rosa, é guarda municipal e na corporação nenhum guarda cruzou os braços.

SEM COLEGAS
Ainda sobre a greve, de acordo com conversas dos profissionais da Educação, o vereador Antonio Alves Teixeira, do PT, que é diretor escolar, foi um dos poucos, senão o único, grevista de sua escola.