in

UBS

Publicidade
detran-jno

O vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin (PSDB), teve aprovado na sessão da Câmara de ontem requerimento no qual pede informações da Prefeitura de Nova Odessa quanto à construção de prédio próprio para a Unidade Básica de Saúde no Jardim dos Lagos. O argumento do parlamentar é que se trata de uma populosa região, que inclui os 720 apartamentos do Residencial das Árvores.

DETRAN

Durante a sessão legislativa foi aprovada também uma moção de repúdio ao Detran de Nova Odessa, em razão da demora na emissão da documentação veicular. Wladiney Pereira Brígida, o Polaco (PL), alegou que a população que procura o órgão é compelida a solicitar os documentos pela internet, mas encontra dificuldades e custos. Além disso, despachantes afirmam enfrentar problemas para a emissão dos documentos de veículos.

SERVIÇO

“É uma falta de consideração”, disparou Polaco, que teve a companhia dos demais vereadores. “Está muito deficitário o serviço e a população bastante insatisfeita”, comentou o vereador Tiago Lobo (PV). Já Elvis Ricardo Garcia, o Pelé (PSDB), se disse “muito chateado” e pediu “maior suporte” do Estado ao Detran. Quem também comentou foi Tiãozinho. “É um descaso com a população e algo precisa ser feito pelos responsáveis”, reforçou.

LÍDER

Após o resultado das eleições em 2º turno neste domingo (29) nos municípios com mais de 200 mil eleitores, o quadro político-partidário está melhor definido no país. Prefeitos do PSDB devem governar 17% dos eleitores a partir de 2021. O partido se manteve no 1º lugar nesse ranking, mas perdeu poder desde a eleição anterior, quando sua fatia do eleitorado chegou aos 24% do total.

ENCOLHE

Os tucanos também encolheram no número de prefeitos eleitos, de 805 quatro anos atrás, para 533 agora. Mas mantiveram a capital São Paulo, com Bruno Covas, a Prefeitura mais importante do país em população, orçamento e projeção política. Em número de prefeitos vitoriosos, o MDB (antigo PMDB) ficou em 1º lugar, com 803. Mas o partido segue em declínio, se o atual resultado for comparado com o de disputas anteriores. Rival O PT, principal rival dos tucanos até recentemente, diminuiu no número de prefeitos eleitos, mas conquistou cidades maiores e, com isso, manteve a parcela de eleitores que vai governar: 3%, o mesmo resultado obtido em 2016. Petistas conquistaram quatro das cidades em 2º turno, mas foram derrotados em Vitória e Recife. Com isso, não governarão nenhuma capital.