in

Tempo quente

TEMPO QUENTE
Os comentários nos bastidores políticos ontem foram os mais diversos. A quarta-feira de Cinzas não começou com a tradicional calmaria em Nova Odessa. No jardim São Francisco, na Unidade Básica de Saúde, o secretário da pasta, Vanderlei Cocato, teria sido chamado por funcionários por conta de um médico envolvido com política que estaria “causando”. A Guarda Municipal foi chamada, mas até o início da noite não havia sido disponibilizado para a imprensa nenhum registro oficial “dos fatos” na Delegacia.

TEMPOS DIFÍCIEIS
Vanderlei Cocato assumiu uma dura missão ao aceitar o convite do prefeito Bill para assumir a Secretaria de Saúde. Além dos problemas habituais da pasta – que não são poucos – ainda tem a oposição ao governo em sua cola. Além dos vereadores e ex-candidatos, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais está acompanhando cada passo do secretário e chega a fazer “ameaças” em rede social, alegando suposta arbitrariedade em algumas ações.

TEMPOS MELHORES
A reportagem do JNO esteve no hospital na última semana. A recepção estava tranquila, assim como os corredores. Mas o tititi era intenso. Ao que parece, Cocato tem mais austeridade nas medidas, cobra mais e é mais presente. Isso incomodou muita gente e agradou também a muitos servidores. Aqueles que não estavam acostumados com cobrança, estariam insatisfeitos. Porém, muitos servidores da saúde já comentaram com a reportagem que aprovaram o novo modelo de gestão, que não está deixando que poucos façam o trabalho de muitos.

Publicidade

PRAZO
A verdade é que Cocato e toda a equipe da gestão da Saúde – que conta com concursados como os enfermeiros André Barros e Ana Rúbia, além dos comissionados – têm uma tarefa difícil pela frente. A Saúde é um problema nacional e não será remodelada da noite para o dia. A cidade cresceu e, durante anos, profissionais que foram exonerados não foram repostos. E isso é só um dos problemas. Porém, a nova equipe merece um voto de confiança. Ao assumir a pasta, Cocato se distancia da política e, se tinha ambições nesse sentido, deve tê-las deixado em último plano. Agora, precisa ouvir os usuários e entender onde estão as falhas para reduzir o teto de vidro que tem à disposição da oposição, que não hesitará em jogar pedras.

UNIÃO
O prefeito Bill já afirmou que estará cada vez mais próximo da Saúde. Além disso, a nova equipe gestora deve contar também com o apoio de pessoas importantes no governo, como os secretários de Administração, Júlio Cesar Camargo, e de Governo, Wagner Morais, além da secretária de Finanças, Mara Kilmeyers. Os vereadores Tiãozinho do Klavin (PMDB) e Carla Lucena (PSDB), presidente da Câmara, também são próximos da pasta e já demonstraram confiança na nova equipe. O JNO deseja boa sorte e que seja feito o que é melhor para a cidade.