in

TÁ RUSSO

ta-russo-jno
Publicidade
detran-jno

No início da noite de quarta-feira, o site especializado em análise política “NovoMomento”, de Americana, publicou uma nota cravando a saída do secretário de Governo, Marco Russo. De acordo com a publicação, “pressões externas” teriam influenciado o que seria a possível queda do principal assessor do prefeito Leitinho. A nota trazia ainda que a saída de Russo – o mais experiente e elogiado secretário da atual administração – indicaria maior independência de Leitinho de ‘agentes externos’. A prefeitura, na quarta-feira, não se manifestou sobre a nota.

TÁ RUSSO 2

O comentário nos corredores da prefeitura é que Russo e a secretária de Administração, Mara Urel, teriam se desentendido com o secretário de Saúde, o médico Nivaldo Luis Rodrigues, em uma reunião dentro do gabinete do prefeito Leitinho. O mistério sobre a saída ou não de Russo seguiu pela manhã de quinta-feira. Só no começo da tarde do mesmo dia é que a assessoria de imprensa da Prefeitura divulgou uma nota oficial colocando um ponto final na história.

TÁ RUSSO 3

“O início da construção do projeto do Leitinho pelo crescimento sustentável e com qualidade de vida da cidade aconteceu em 2019 e, graças à confiança da população de Nova Odessa, vai continuar até 2024. Estamos trabalhando pelo progresso, com um programa que vai dar grandes resultados”, declarou Russo, na nota disparada pela assessoria. No fringir dos ovos, a permanência de Russo é extremamente benéfica para a Administração, até porque, como dissemos acima, não há outro secretário no governo com a sua experiência.

NA CARNE

O vereador Oséias Domingos Jorge (DEM) quer que a Prefeitura retire os bancos da praça que fica na Rua Flamboyant, no Jardim Alvorada. Segundo ele, que apresentou requerimento neste sentido, os bancos tem sido utilizados de forma “indevida” por pessoas que promovem algazarra com som alto e uso de bebidas alcóolicas. Ele alega que a retirada dos bancos “minimizaria” o transtorno causado aos moradores.

NA CELA

Presidente da Câmara, o vereador Élvis Pelé propôs moção de aplausos ao delegado Diego Bini, pela prisão, nesta semana, do jovem acusado de matar o aposentado Antônio Adalto da Rocha, de 61 anos, morador do Residencial Triunfo. A prisão do rapaz, que estava escondido em uma casa no bairro do Tatuapé, em São Paulo, foi noticiada pelo Jornal de Nova Odessa na terça-feira.