ENTREVISTA

foto: www.institutolula.org

Em entrevista ao portal UOL, publicada no domingo, dia 26, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou, entre outros pontos, do púbico evangélico e seu peso enquanto eleitorado e as críticas que o presidente Jair Bolsonaro faz da imprensa.

RELIGIÃO

“O que o PT tem que entender é que essas pessoas estão na periferia, oferecendo às pessoas pobres uma saída espiritual. As pessoas estão ilhadas na periferia, sem receber a figura do Estado. E recebem quem? De um lado, o traficante. De outro lado, a Igreja Evangélica, a Igreja Católica.” A avaliação é do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista para falar das perspectivas políticas para 2020, do PT e das eleições municipais

ELOGIO

“Acho que tem crítica que ele [Bolsonaro] faz que é correta. Dê a ele o mesmo direito que dá aos outros, direito de falar, abra para ele falar. Na greve dos jornalistas de 1979, os donos de jornais descobriram que não precisavam tanto de jornalistas, que poderiam fazer jornalismo sem precisar do jornalista. Agora, o Bolsonaro está provando que é possível fazer notícia sem precisar dos jornais, da televisão”, disse.

Publicidade
NOVAODESSA_GOVERNO_IPVA_Obras_500x500

EU FICO!

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse ontem, dia 27, em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan, que não há motivo para deixar o governo e que irá apoiar o presidente Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2022. No tom do programa humorístico, Moro afirmou que “é o segundo Dia do Fico”. A frase é uma alusão ao episódio da história do Brasil no qual d. Pedro 1º recusou-se a voltar a Portugal, que ficou conhecido como “Dia do Fico”.

Publicidade